Como enraizar a hera-japonesa

Escrito por kimberly wilson | Traduzido por barbara silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como enraizar a hera-japonesa
A "hera-japonesa" fixa-se nas paredes usando um disco especial de sucção em forma de taça (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A 'hera-japonesa' (Parthenocissus tricuspidata), uma planta decídua, subirá pelo lado de um prédio ou estrutura, podendo cobrir as paredes completamente. A planta requer poda, ao menos que você não se importe que janelas e portas fiquem preenchidas com estas folhas lustrosas, verde escuras. A qualidade robusta faz com que ela seja uma boa escolha para um projeto de jardim que chama a atenção para a aparência charmosa de paredes recobertas com essa planta. Sua propagação funciona bem utilizando estacas de madeira macia. Isso significa pegar o broto do ano atual e induzi-lo a enraizar. Esse método lhe fornecerá plantas para compartilhar com amigos e usar em seu próprio jardim.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Faca afiada
  • Enraizador médio, como o vermiculite
  • Vaso plástico ou argila grande e com orifício de drenagem
  • Jarra de vidro ou bolsa plástica e estacas
  • Hormônio de enraizamento

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Encha o vaso selecionado com vermiculite no final da primavera ou início do verão. Regue completamente e deixe drenar.

  2. 2

    Escolha um broto novo, de 10 cm a 15 cm de comprimento, na "hera-japonesa". Verifique se o caule é flexível, sem dobrá-lo, pois pode quebrar. Use uma faca afiada para cortar o pedaço selecionado. Retire folhas e flores da metade inferior.

  3. 3

    Escolha um ponto logo abaixo de onde uma folha estava nexada ao caule e faça um corte fresco. Mergulhe a ponta cortada no hormônio de enraizamento e bata levemente retirando o excesso.

  4. 4

    Faça um orifício de, aproximadamente, 5 cm de profundidade na vermiculite. Insira a haste cortada e junte a vermiculite no local em volta da base do caule. Repita até que todas as hastes estejam plantadas. Regue-as e deixe drenar.

  5. 5

    Cubra as hastes com uma jarra ou insira duas estacas no vaso, pendurando a bolsa plástica sobre elas. Coloque o vaso na luz do dia, mas não diretamente no trajeto do sol.

  6. 6

    Quando as hastes desenvolverem um sistema de raízes, em três a quatro semanas, remova a cobertura. Mantenha as plantas úmidas durante esse tempo. Após alguns dias sem cobertura, transplante-as para a mistura de envasamento. Mantenha as plantas nos vasos durante várias semanas.

  7. 7

    Escolha uma área coberta no jardim para transplantar as hastes. Cave um buraco grande o suficiente para suportar o conteúdo do vaso de flor. Bata suavemente a terra e as plantas para fora do vaso e coloque-os no jardim. Mantenha as mudas regadas e capine bem o local nessa transição. Após um ou dois anos, as plantas estarão grandes o suficiente para serem movidas para seus locais permanentes no jardim.

Dicas & Advertências

  • Se você enraizar um grande número de hastes, as bandejas plásticas com tampas poderão ser compradas em um centro de jardinagem.
  • Um canto posterior do jardim poderá servir de viveiro até as hastes crescerem o bastante para serem transplantadas para o local permanente.
  • Se você se mudar para uma casa nova, leve consigo diversas hastes da sua "hera-japonesa".
  • Não deixe as hastes ficarem secas. Até que tenham um sistema de raízes desenvolvido, as plantas necessitarão de umidade e rega frequente.
  • A "hera-japonesa" poderá danificar paredes com o disco adesivo que utiliza para se fixar nelas. Plante-as em locais onde não prejudicarão a superfície.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível