Ensinando crianças do primeiro ano a escrever poesia

Escrito por jennifer brozak | Traduzido por mayra dias
Ensinando crianças do primeiro ano a escrever poesia
Até crianças do primeiro ano podem aprender a escrever poesia (Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images)

Crianças jovens, geralmente, respondem bem à leitura e escrita de poesia, visto que isso alimenta sua imaginação e criatividade, e permite que elas se expressem. Além disso, muitas crianças gostam de poesia, pois já foram expostas a ela desde a mais tenra infância, já que muitos livros de bebês têm padrões de ritmo melódico e, geralmente, são baseados em assuntos bobos. Consequentemente, mesmo tão cedo quanto no primeiro ano, escrever poesia pode ser uma atividade emocionante e divertida para seus alunos.

Leia exemplos adequados para a idade

Antes de pedir que as crianças comecem a escrever, você deve gastar uma quantidade significativa de tempo lendo poesia adequada para a idade delas. Poemas de renomados autores como Monteiro Lobato, geralmente, são um bom começo, assim como poemas de Vinícius de Moraes e Cecília Meireles. Durante essa etapa, não peça que seus alunos analisem a poesia, simplesmente leia por diversão e discuta o que os alunos gostam ou não gostam nela.

Análise de simples termos e artifícios poéticos

Depois de expor seus alunos a uma variedade de poemas, você pode pedir que comecem a analisar a forma poética. Nessa idade, você pode focar em identificar simples esquemas de rima, simples símiles, repetições ou figuras de retórica. Nessa etapa, evite perguntas de análise mais complexas e figuras literárias abstratas como a metáfora.

Deixe que os alunos pratiquem -- com ajuda

Antes de pedir aos alunos que escrevam um poema completamente sozinhos, solicite que preencham um poema "parcial". Por exemplo, você pode criar uma folha de exercícios baseada nos gostos e desgostos dos alunos, e pedir que preencham as lacunas: Eu gosto __, minha cor preferida é , minha música preferida é ___, e assim por diante. Diga para serem o mais criativos possível e que não há limites para as frases ou palavras que eles podem usar para completar o poema. Permita que sejam bobos ou sérios. Dar aos seus alunos liberdade artística pode gerar resultados espetaculares.

Peça aos alunos que escrevam e revisem

Depois que seus alunos terminarem e praticarem, eles estarão preparados para escrever poemas originais do início. Atribua um tópico específico e concreto, como uma equipe de esportes, um animal, um amigo, uma atividade predileta ou uma comida preferida. Enquanto os alunos escrevem, não peça que rimem ou usem qualquer formato particular. Ao invés disso, encoraje-os a serem criativos, bobos ou dramáticos como desejarem. Depois que os alunos completarem seu primeiros rascunhos, revise-os, seja recolhendo-os ou reunindo-se com cada aluno individualmente. Ajude-os a revisar qualquer parte que você ache que precisa de mais clareza. Faça que reescrevam partes do poema nas quais você sente que eles poderiam ser mais imaginativos. Certifique-se de elogiar seus esforços nessa etapa, para encorajá-los a continuar escrevendo.

Compartilhe os trabalhos

Pergunte aos alunos quem está disposto a compartilhar e ler os poemas para a turma. Sempre é útil para os estudantes receberem comentários de seus colegas. De acordo com o site Scholastic, ouvir o trabalhos dos colegas envia a mensagem de que "Crianças como você escreveram esses poemas. Você pode escrevê-los também".

Recolha, corrija ou publique

Depois que os alunos completarem as revisões dos poemas originais, você pode escolher como avaliar seu trabalho. Por exemplo, você pode fornecer uma nota de correção simples, uma letra como nota, ou até publicá-los em um livro da turma conforme eles progridem.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível