×
Loading ...

Como ensinar habilidades funcionais para crianças com deficiências

Atualizado em 21 novembro, 2016

O objetivo da educação para os alunos que têm uma deficiência não deve ser diferente do de seus colegas com desenvolvimento típico: aprender habilidades que lhes permitam viver e trabalhar de forma independente. Essas habilidades são usadas em nossas vidas diárias e são muitas vezes referidas como atividades de funcionamento ou funcionais. Elas incluem coisas como lavar-se e vestir-se, cozinhar e, em alguns casos, usar um computador.

Alunos em desenvolvimento típico aprendem essas habilidades através da observação e prática incidental. Já aqueles com deficiências necessitam de uma abordagem mais estruturada e planejada.

Instruções

As atividades funcionais promovem a independência (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)
  1. Identifique as habilidades da criança. Procure os pontos fortes e as áreas que são menos desenvolvidas. Compare sua criança com desenvolvimento típico com crianças da mesma idade e utilize os recursos listados abaixo para ideias de habilidades a alcançar.

    Faça uma lista das habilidades que requerem sua ajuda.

    Loading...
  2. Decida quais habilidades devem ser ensinadas primeiro. Considere quais capacidades a criança está começando a desenvolver e que são mais úteis para promover a independência da criança. Os estudantes que veem como as habilidades podem ajudá-los pessoalmente são mais prováveis a aprendê-las com mais rapidez.

  3. Selecione uma ou duas habilidades-chave para ensinar. Não fique tentado ensinar tudo de uma vez, pois isso pode sobrecarregar a criança e frustrar o professor por causa da falta de progresso.

  4. Liste as etapas que precisam ser preenchidas para cada uma das habilidades escolhidas. As atividades da vida diária geralmente envolvem sequências de pequenos passos, de modo que é importante identificar cada passo a ser ensinado.

    Por exemplo, limpar uma mesa: pegar um sabão antibacteriano; limpar a mesa; jogar a sujeira na lixeira.

    As habilidades têm diferentes números de passos, e você deve dividi-las em pequenos elementos, o quanto for necessário.

    Complete uma análise de tarefa (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)
  5. Ensine a habilidade alvo usando uma técnica conhecida como encadeamento regressivo.

    Fisicamente ajude, geralmente guiando as mãos da criança, através de toda a sequência até que o pequeno passo final seja atingido. Espere que a criança faça isso por conta própria, mas você provavelmente terá que orientá-la através das primeiras tentativas. Gradualmente, ajude cada vez menos até que a criança possa completar a etapa final de forma independente.

    Não diga ao aluno o que fazer ou ofereça um comentário à medida que você ensina, pois ele deve se concentrar sobre a habilidade e não ouvir você falar. Após a sequência ser concluída, você deve dar ao aluno muitos elogios.

    Uma vez que a etapa final foi concluída sem ajuda, o aluno deve completar os dois passos finais por conta própria. Quando isto pude ser conseguido sem ajuda, os três passos finais devem ser completados e assim por diante até que toda a sequência possa ser completada sem ajuda.

  6. Corrija os erros. Não basta completar a tarefa depois de um erro. Em vez disso, volte para o passo anterior e oriente fisicamente a criança através da tarefa.

  7. Monitore o progresso. Crie uma ficha que detalha o nome da habilidade a ser ensinada, uma lista dos passos necessários, espaço para registrar as datas em que a habilidade é praticada, comentários e notas. Preencha este diário para monitorar até mesmo pequenos graus de progresso.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...