Como fazer o enxerto de uma romãzeira

Escrito por joan norton | Traduzido por helmir soares
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer o enxerto de uma romãzeira
Espécie de romãzeira com frutas vermelhas brilhantes (NA/Photos.com/Getty Images)

As romãzeiras são nativas do Oriente Médio e representam uma vida abundante na simbologia e na arte. Elas são plantadas comercialmente na China, Índia, Afeganistão e em certas regiões da Califórnia. As romãs são ricas em antioxidantes que promovem sua saúde, e elas podem ficar armazenadas cerca de sete meses, em ambiente com 80 a 85% de umidade relativa. Essas árvores preferem climas semiáridos, com invernos frios e verões quentes. Elas podem ser plantadas em canteiros e frutificam também em estufas. Há mais de 500 variedades de romãzeiras, que variam na cor do fruto, desde o amarelo ao roxo. O método de encostia é uma técnica de enxertia simples usada na romãzeira.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Faca afiada
  • Fita de enxertia
  • Romãzeira

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Corte um enxerto de 6,25 cm de comprimento com dois ou três brotos. Faça um corte inclinado com a faca no garfo (galho cortado da árvore superior) e no porta- enxerto. Escolha os galhos do garfo e do porta-enxertos com 0,6 cm a 1,25 cm de diâmetro. Um bom corte assegura que a camada de câmbio de ambas as seções irá aderir. O câmbio é a camada de células entre a casca e a madeira onde novas células se desenvolvem. Essa camada tem de ficar sobreposta na madeira para crescerem juntas.

  2. 2

    Corte novamente para formar uma língua sobre o garfo. Segure o corte inclinado voltado para você e segure-o com o dedo. Faça um corte para baixo com 1,25 cm de comprimento, paralelo à madeira. Encaixe firmemente os dois pedaços de madeira cortada, colocando a ponta do porta-enxerto na língua do garfo. Junte as duas superfícies para que as áreas cambiais fiquem alinhadas.

  3. 3

    Enrole firmemente com fita de enxertia. Cubra a área enxertada e mais 1,25 cm em ambas as extremidades. A fita de enxertia é adesiva e possui um tecido que se desintegra assim que os galhos enxertados pegam. Envolver os enxertos impede que eles sequem ou fiquem infestados pelos insetos. Remova a fita que não se tenha desintegrado após um mês. O garfo e o porta-enxerto deverão aderir e um novo crescimento começará no prazo de um mês.

Dicas & Advertências

  • Enxerte a romãzeira no final do inverno ou início da primavera, antes da nova floração.
  • As romãzeiras frutificam com dois anos e meio a três anos de idade.
  • O fruto amadurece entre seis a sete meses após o florescimento.
  • A árvore da romã é autopolinizada e também sofre de polinização cruzada, feita pelos insetos.
  • Romãzeiras preferem invernos frios e verões quentes. Elas são danificadas por temperaturas abaixo de - 20 º C.
  • Não puxe as romãs da árvore para colhê-las. Corte sempre perto da base do caule.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível