As enzimas no sangue

Escrito por contributing writer Google | Traduzido por lucas de barros
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

As enzimas são proteínas especializadas que servem como catalisadores biológicos, capazes de causar e acelerar as reações químicas que são vitais para a vida. As enzimas do sangue são produzidas em vários órgãos do corpo, tais como o fígado, o coração e os rins.

Outras pessoas estão lendo

Diagnóstico

Uma série de exames para diagnósticos dependem das enzimas no sangue atuando como "marcadores" ou indicadores-chave de condições suspeitas. Esses exames medem os níveis de enzimas específicas no sangue para diagnosticar tecidos danificados no fígado ou no coração. Níveis anormais de uma enzima específica no sangue são muitas vezes sinal de um problema de saúde ou doença com um dos órgãos do corpo.

Mutação

As enzimas presentes no sangue são produzidas por vários órgãos com base em códigos genéticos do indivíduo, no DNA humano. As mutações genéticas podem ser diagnosticadas pela ausência ou alteração das próprias enzimas. Por exemplo, pacientes que apresentam um nível muito baixo de uma enzima particular podem estar sofrendo de uma síndrome ou doença genética. Portanto, elas desempenham um papel fundamental no diagnóstico precoce e no tratamento de condições de saúde. Duas das enzimas geralmente procuradas nos testes sanguíneos são as cardíacas e as do fígado.

Fígado

O teste sanguíneo mais comum entre todos é o de enzimas do fígado. Quando as células do fígado não estão em plena saúde, por exemplo, na sequência de uma infecção viral, as enzimas hepáticas podem ser libertadas para a corrente sanguínea, onde podem ser detectadas utilizando-se vários testes. Tipicamente, o primeiro passo no teste de danos no fígado é um exame de sangue para verificar a presença de certas enzimas do fígado que, sob circunstâncias normais, estão confinadas dentro do tecido desse órgão. Mas quando ele está sob algum trauma, essas enzimas passam para a corrente sanguínea.

Enzimas cardíacas

Uma série de exames sanguíneos dependem dos níveis de enzimas cardíacas no sangue, como "marcadores da lesão cardíaca". Ao medir esses níveis de enzimas, os médicos podem verificar as preocupações que são levantadas no diagnóstico precoce de problemas cardíacos, normalmente em uma sala de emergência ou unidade de terapia intensiva (UTI).

Ataques cardíacos

Um exame de sangue comum, por exemplo, mede os níveis de enzimas após um ataque cardíaco para determinar a extensão desse dano. Quando uma pessoa sofre um ataque do coração, os músculos danificados libertam as suas enzimas para a corrente sanguínea, o que então pode ser medido como um indicador de quão seriamente o coração foi danificado. Um teste desse tipo é chamado de creatina quinase (CK), o qual mede as enzimas CK no sangue. É comumente utilizado para confirmar a existência de danos no músculo cardíaco, medindo os níveis da enzima CK-MB, um tipo de enzima CK encontrado especificamente no músculo do coração. Os aumentos da enzima CK-MB além dos níveis normais podem ser detectados utilizando esse teste de sangue, cerca de 6 horas após o início de um ataque cardíaco.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível