Mais
×

O que os escravos romanos comiam?

Atualizado em 23 março, 2017

Os historiadores respeitam o Império Romano como um dos maiores impérios da história. Também é reconhecida a grande contribuição que ele deu à sociedade em forma de Direito, Filosofia, cultura e tecnologia. Não há como negar que os escravos eram grande parte desse império, tanto os servos das famílias ricas como os gladiadores que lutavam nos coliseus.

Os escravos eram uma parte importante do Império Romano (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A dieta romana normal

A dieta romana normal variava muito de acordo com a classe social. Os pobres, em sua maioria, comiam legumes com uma papa de cereais e pão, consumindo um pedaço de carne quando era possível. As classes média e rica apreciavam grandes refeições de carne, vinho, bolos de mel e outros doces. Os escravos domésticos eram alimentados com os restos que ficavam nas mesas ou tinham uma dieta parecida com a dos romanos pobres.

Diferenças de dieta entre escravos

A quantidade e a qualidade da comida dos escravos dependia do nível de importância que eles ocupavam. Um servo comum da casa provavelmente recebia somente poucos restos, enquanto um escravo com uma habilidade mais valiosa, como saber cozinhar, recebia alimentos melhores e em maior quantidade como um incentivo para continuar com seu serviço de alto nível. A quantidade também variava de acordo com a bondade do dono do escravo.

Dieta dos gladiadores

Quase todos os gladiadores eram escravos, e suas dietas eram ricas em calorias, pois eles lutavam melhor quando estavam fortes. Como arriscavam suas vidas, os gladiadores eram capazes de comer enormes quantidades para poder ganhar peso. Suas dietas eram ricas em cevada, cereais diversos e "porridge", um tipo de mingau. Essa dieta com muito carboidrato era tão normal que um apelido que o gladiador tinha era "comedor de cevada".

Posição

O principal fator na determinação da dieta era a posição do escravo. Da mesma maneira que os cidadãos romanos eram classificados em vários níveis hierárquicos, os escravos também tinham suas posições. Os mais importantes comiam bem e os menos favorecidos às vezes nem comiam. Em relação à comida e cuidados médicos, os gladiadores recebiam tratamento melhor do que muitos cidadãos romanos. Os trabalhadores das minas eram os menos habilidosos e, portanto, os que ganhavam menos alimentos.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article