Como escrever uma carta de negociação de dívida

Escrito por ehow contributor | Traduzido por andrea b. balieiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como escrever uma carta de negociação de dívida
Escreva uma carta de negociação de dívida

Se você tomou a decisão de negociar uma dívida, ao invés de contratar um advogado ou uma empresa de consolidação da dívida para fazer esse trabalho, aqui estão algumas dicas e passos para começar. Lembre-se de que os credores não são legalmente obrigados a ajudá-lo, mas se você preparar o seu caso e tiver dinheiro no banco para conseguir o acordo, os credores podem ser incentivados a trabalhar com você.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Informações sobre termos e condições da dívida
  • Conselheiro de dívida/advogado (opcional)
  • Preenchimento de sistema de correspondência da dívida
  • Dinheiro para pagar de 70% a 80% da dívida
  • Relatório de verificação de crédito para garantir que a resolução aparece em seu relatório
  • Computador/impressora, envelope e selo

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Pesquise os termos e condições de sua dívida. Conheça as taxas, sobretaxas, impostos e taxas de juros que se aplicam. Taxas de processamento anual podem ser associadas com a dívida.

  2. 2

    Calcule o montante total de sua dívida, incluindo taxas e impostos.

  3. 3

    Reúna fundos suficientes para liquidar sua dívida. O dinheiro não é para enviar com a sua carta, mas para dar mais peso aos credores para apreciarem o seu pedido. Você não tem que pagar o valor total da dívida, porém não se esqueça de que você tem pelo menos 70% a 80% do saldo. Credores não levarão você a sério se oferecer muito pouco ou se oferecer para pagar em muitas parcelas.

  4. 4

    Faça o seu pedido de liquidação do débito por escrito. Faça a sua primeira oferta razoável, mas relativamente baixa, de modo que você possa subir se o credor recusar o seu pedido. Se possível, peça que um advogado ou, pelo menos, um conselheiro de negociação da dívida que olhe sua carta, para verificar eventuais inconsistências ou itens desnecessários.

  5. 5

    Se o credor concordar com seu pedido, pague prontamente e obtenha a confirmação por escrito do recebimento do pagamento. Caso o credor queira conhecê-lo pessoalmente nesse meio tempo, fale com o seu conselheiro para ver o que é justo.

  6. 6

    Mantenha o controle de toda a correspondência com seus credores, já que promessas feitas por telefone são difíceis de verificar. Deixar um rastro de papel é bom na medida em que fornece a documentação de seus esforços e ajuda você a encontrar informações mais rapidamente no caso de surgir uma dúvida ou problema.

  7. 7

    Acompanhe todos os acordos feitos, para garantir que eles foram concluídos.

  8. 8

    Se o seu credor apagar a sua dívida, certifique-se de que a quitação apareça em seu relatório de crédito no prazo de dois a três meses.

Dicas & Advertências

  • Embora possa ser tentador ameaçar credores sugerindo que você vai declarar falência se não conseguir o que quer, esta tática pode tornar o credor menos disposto a negociar do que de outra forma.
  • Se o credor não está disposto a negociar, você pode demonstrar a sua vontade de forçar os credores para validar seu título de crédito (provar legalmente que você lhes deve dinheiro). Este processo é, muitas vezes, lento e muitos credores não querem passar pelo incômodo.
  • Pague através de cheque ou ordem de pagamento. Nunca envie dinheiro.
  • Não aceite que seu indíce de crédito subam logo após seus credores apagarem suas dívidas. Cheque com todos os departamentos responsáveis, para se certificar de que a sua pontuação de cliente foi devidamente ajustada de acordo com sua quitação.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível