Como escrever uma partitura de música

Escrito por somer taylor | Traduzido por mirella veloso
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como escrever uma partitura de música
Independente do gênero, escrever uma partitura musical leva os mesmos tipos de habilidades (sheet of music image by Róbert Å enk from Fotolia.com)

Independente do gênero, escrever uma partitura musical leva os mesmos tipos de habilidades. Essas habilidades incluem o foco no tipo de música que se quer escrever, a instrumentação e efeitos, e o desenvolvimento da ideia. Como sempre, checar a sua partitura no piano é de boa ajuda até mesmo se tiver um ouvido e tom perfeitos. Isso irá permitir que ouça mais completamente como irá soar e até mesmo gerar outras ideias musicais. Por favor note que referências musicais aqui são relacionadas geralmente à música clássica.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Folha de partitura em branco
  • Piano

Lista completaMinimizar

Instruções

    Conheça a música que quer escrever

  1. 1

    Saiba o tipo de música que deseja criar. Isso não somente significa entender o gênero, mas também as diferentes formas musicais nesse gênero. Uma dança frequentemente escrita na era Barroca, como a Sara bande, era estilisticamente diferente de uma dança popularmente escrita para um período romântico como a valsa. Entender o tipo de música que se irá escrever é muito básico e parte importante de escrever partituras, então tenha certeza que fez a pesquisa adequada se esse é um novo empenho.

  2. 2

    Pesquise uma forma musical, se preciso for. Se ainda estiver um pouco nebuloso com relação ao tipo de música que se quer escrever, então pense em escutar amostras da música. Baixe versões MP3 da música ou peça musical. Se precisar de um entendimento mais inicial, básico, considere a compra de um livro relacionado com a peça que você está tentando criar. Encontre recursos ao comprar artigos pela internet, de sítios como o Amazon.com, Hal Leonard Online e J.W.Pepper (veja a lista abaixo).

  3. 3

    Pratique tocar a mésica que se quer escrever. Tocá-la manualmente pode ajudar a gerar ideias para a sua composição própria. Isso também irá permitir que se ganhe um melhor entendimento da música e como montar a partitura.

    Instrumentação e efeitos

  1. 1

    Entenda a instrumentação. Saiba o número e tipos de instrumentos necessários, e se quaisquer substituições podem ser feitas. Se estiver escrevendo ou transcrevendo uma peça de jazz e precisa de três tocadores de saxofone, mas só dispõe de dois, considere a utilização de outro instrumento de sopro, como um clarinete. Experimente para ver o que fica melhor para conseguir o efeito que se quer.

  2. 2

    Considere que tipo de efeitos irão ser criados com a peça que se está fazendo a partitura. Se um grupo pequeno está tocando, mas se deseja que soem como um grupo maior, pense em utilizar marcadores mais dinâmicos e altos como o forte ou fortíssimo na partitura. Você também poderá adicionar porções onde os instrumentos tocam essencialmente as mesmas notas, para amplificar o som do grupo. Também pense na possibilidade de arrumar fisicamente os instrumentos para que o som deles seja amplificado ou diminuído de acordo com a necessidade.

  3. 3

    Use instrumentos não usuais para criar efeitos memoráveis. Em "Dança da fada do sugar plum" no ballet quebra nozes, Peter I. Tchaikovsky usa uma celesta para criar um ambiente musical etéreo, como um sonho. A celesta era um novo instrumento com teclas no momento em que ele escreveu a peça, e até os dias atuais, nenhuma temporada de natal se aproxima sem que essa música seja usada em comerciais e outros tipos de mídia. Utilizar um novo instrumento ou novas combinações de instrumentos aumentam a originalidade da sua partitura e possivelmente o seu apelo também.

    Desenvolvendo suas ideias

  1. 1

    Desenvolva suas ideias usando um piano ou pequeno conjunto. Isso irá permitir que gere mais ideias e traga outras considerações à baila. E também poderá apontar as fraquezas ou locais de dissonância não intencionais que poderão ser editados mais tarde.

  2. 2

    Peça conselhos a ouvintes conhecedores de música. Eles podem ser professores de composição ou teoria musical, amigos compositores ou músicos, ou ouvintes bem versados no tipo de música que estiver escrevendo. Um retorno deles poderá ajudá-lo a ganhar um melhor entendimento do gênero que se está escrevendo e sobre partes a serem melhoradas.

  3. 3

    Pense em conseguir conselhos de outros. Ouça conselhos de amigos que não escutam ao tipo musical que está escrevendo. Isso poderá ajudar a determinar se a música é acessível ao ouvinte mediano ou se poderá ter apelo fora dos fãs típicos do gênero específico.

  4. 4

    Consiga conselhos dos músicos que tocam canção. Apesar de serem valiosos, isso pode não ser completamente possível dependendo da situação. Se a peça sendo escrita é uma comissão e somente o líder da banda ou diretor musical pode falar com você, então consiga um pouco da sensação de como os músicos se sentem sobre a peça dessa pessoa. Isso irá permitir que se façam ajustes para que a música faça mais sentido e seja mais fácil e aprazível de ser tocada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível