Especificações para um sensor de temperatura feito com o circuito integrado LM35

Escrito por douglas quaid | Traduzido por max jahnke
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Especificações para um sensor de temperatura feito com o circuito integrado LM35
O LM35 está disponível em um formato de transistor com três pinos (transistor image by Alex from Fotolia.com)

O LM35 é basicamente um termômetro em um chip, desenvolvido pela National Semiconductors. Em vez de usar mercúrio ou outro fluído, ele utiliza uma propriedade dos diodos que faz com que a tensão de ruptura do diodo aumente com a temperatura. Esta relação é linear e previsível, tornando o LM35 um sensor de temperatura muito preciso e com uma tensão de saída que tem relação linear e proporcional com a temperatura.

Outras pessoas estão lendo

Extensão e precisão

O LM35 mede temperaturas em uma extensão que vai de -55 graus Celsius até 150 graus Celsius. Ele produz um sinal de tensão analógico que tem uma relação linear com a temperatura, com uma escala de 10.0 mV por grau Celsius. Em temperatura ambiente, o LM35 tem uma precisão típica de mais ou menos 0,25 graus Celsius e, para a extensão total de temperaturas possíveis, essa precisão varia para mais ou menos 0.75 graus Celsius. Em ambiente com ar parado, ele leva três minutos para que a saída chegue ao seu valor final; com um minuto a saída está aproximadamente a setenta por cento do valor final.

Tensão e corrente

O sensor normalmente usa uma fonte de tensão tanto de cinco como de dez volts, mas ele tolera uma fonte de tensão variando de quatro a 30 volts. O LM35 drena uma corrente de apenas 60 uA de uma fonte de energia bipolar ou monopolar. Se você usar uma única fonte de tensão, o chip vai medir temperaturas de zero a 150 graus Celsius, com zero graus sendo representados pela tensão de saída de zero V e 150 graus sendo representados por 1500 mV

Lendo temperaturas negativas

Há duas maneiras de ler temperaturas abaixo de zero graus Celsius. A primeira maneira é dar ao chip uma fonte de tensão negativa somada à fonte normal de tensão positiva. A esta configuração, dá-se o nome de fonte de energia bipolar. Nesta configuração, o chip dará como saída tensões negativas para temperaturas negativas. Para fazer isto, conecte o pino de saída do chip ao polo negativo da fonte de tensão através de um resistor. Escolha o valor do resistor dividindo o valor absoluto da tensão negativa da fonte de tensão por 0,0005 ampères. O segundo método usa uma única fonte de tensão. Conecte o pino terra do chip à terra através de um diodo e depois conecte a saída à terra por meio de um resistor. De novo, escolha o valor de resistor dividindo o valor da fonte de tensão por 0,0005 ampères. Neste caso, sua leitura real será a diferença entre as tensões no pino de saída e a tensão no pino de terra.

Encapsulamentos disponíveis

Em outubro de 2010, todos os sensores de temperatura de circuito integrado da série LM35 estavam disponíveis em encapsulamentos de transistor TO-46. As variações LM35C, LM35CA e LM35CD estavam disponíveis em encapsulamento plástico de transistor TO-92, sendo o LM35D também disponível em encapsulamento de oito terminais ou no tipo TO-220. O dispositivo usa apenas três pinos do encapsulamento. O pino um é a saída, o pino quatro é o terra e o pino oito é a fonte de tensão. A ordem dos pinos deste encapsulamento é, da esquerda para a direita, fonte, terra e saída, nesta ordem. O LM35C possui uma extensão de temperatura efetivamente menor, variando de - 40 a 110 graus Celsius, mas possui uma precisão maior.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível