Mais
×

Como espiar os vizinhos

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Se quiser saber o que seus vizinhos estão fazendo, espione suas atividades,. se considerar que o que estão fazendo seja ilegal, danoso à sua propriedade ou que sejam apenas suficientemente para serem assistidos. Tenha em mente que muitas atividades de espionagem podem causar problemas legais para você por invadir a privacidade de seus vizinhos.

Instruções

Aprenda a espionar seu vizinho (house image by Earl Robbins from Fotolia.com)
  1. Use sites como o Spy Felon para ver se o vizinho foi condenado por algum crime. Listas de criminosos sexuais também podem ser outro recurso para verificar se o seu vizinho foi condenado por um crime sexual. Para a maioria desses sites, só precisa de um nome ou um endereço.

  2. Encontre uma janela com uma boa vista da casa deles. Um quarto escuro ajuda a permanecer fora de vista e pode-se querer se afastar da janela também. Algumas pessoas gostam de usar binóculos ou um telescópio. Você também pode passar uma grande parte do tempo fora, no pátio, próximo à casa dos vizinhos, trabalhando no quintal, tomando sol ou lendo.

  3. Coloque câmeras na casa. Embora não seja sábio para apontar câmeras ao ar livre para a casa do vizinho, pode colocá-las em torno de sua própria casa, se suspeita estejam prejudicando sua propriedade ou roubando itens.

  4. Converse com outros vizinhos. Você se surpreenderá com as informações que pode reunir com outros, sem nem mesmo perceberem. Mantenha as perguntas discretas, a menos que saiba que a outra pessoa suspeita do seu vizinho também.

  5. Tome notas sobre o que ouve ou vê. Notas sobre vizinhos irão ajudar a ver padrões e atividades suspeitas. Use um caderno ou digite as notas no computador.

Aviso

  • Evite confrontar seu vizinho se suspeitar que algo ilegal esteja acontecendo. Contate a polícia se possuir provas de que um crime está sendo cometido ou evidências suficientes que levem à uma conclusão sólida.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article