Estilos de chapéus femininos dos anos 50

Escrito por jenna pope | Traduzido por mariana nicolau
Estilos de chapéus femininos dos anos 50
Havia um número de variações do casquete (George Marks/Retrofile/Getty Images)

Qualquer um que tenha crescido nos anos cinquenta provavelmente se lembrará dos tipos de chapéus que as mulheres usavam naquele tempo. Começando com a coleção "New Look" de Christian Dior, os estilos de chapéus femininos nessa época eram eminentes e luxuosos. Às vezes eram decorados com frutas de plástico, penas de avestruz ou flores artificiais. Nada era brando na moda dos anos cinquenta, e isso incluiu os chapéus femininos.

O chapéu alado

As designers de chapéus Agnes da Califórnia e Hattie Carnegie tinham cada uma, uma linha que lembrava o chapéu alado do deus Mercúrio, o mensageiro da mitologia grega/romana. Eles vinham decorados com "asas" de penas salientes saindo para fora do chapéu, bem acima das orelhas de quem os usava, com as penas tingidas para combinar com o feltro no qual elas estavam coladas. Nos anos sessenta, os chapéus de Mercúrio não fizeram mais sucesso, mesmo considerados o ápice da alta-costura, não eram nem um pouco atraentes.

O extravagante casquete

O casquete estava na moda no início dos anos cinquenta. Tingido de rosa choque, vermelho sangue ou veludo cor ébano, o chapéu variava de 3 a 15 centímetros em altura. Strass era geralmente usado para decorar sua borda. Às vezes para torná-lo mais formal, um extra era acrescentado, o que na verdade não era nada mais do que um véu redinha sobre o rosto e as orelhas. Esse acessório dava ao casquete uma aparência mais suave e recatada.

Os chapéus de aba larga

Chapéus com aba apareceram na moda no meio dos anos cinquenta e foram popularizados pela realeza britânica, e logo a moda pegou nos Estados Unidos. Essas belezinhas de aba larga eram feitas de palha, e normalmente cobertas com cetim ou tafetá e decoradas com flores artificiais. Os "chapéus-palheta" Panamá, que eram chapéus de aba larga de palha e eram populares no verão. Eram pintados ou deixados com o traçado original exposto. Alguns desses chapéus mediam 60 centímetros de uma aba à outra.

O "chapéu apertado"

O "chapéu apertado" era uma variante do cloche, popularizado nos anos quarenta, que ficava justo e tinha uma aba curta. O "chapéu apertado" ficava justo como o cloche, mas a aba foi bastante reduzida, para 3 centímetros ou menos, era usado caído na testa e dava um olhar fashion e sofisticado a quem o usava.

O chapéu de laço com véu

O chapéu de laço era apenas um laço com um pente anexado para segurá-lo na cabeça. Na frente havia um véu bem costurado de arrastão que geralmente chegava até o queixo. Esses chapéus com véu vinham em todas as cores do arco-íris, e o véu sempre combinava com a cor do laço.

A boina

A boina simples era muito popular nos anos cinquenta, e foi popularizada por Marilyn Monroe no filme de 1953, "Os homens preferem as loiras". A boina dos anos cinquenta era feita de veludo e vinha em muitas cores. Era usada de lado na cabeça, e caía muito bem com os estilos de cabelo macios e enrolados do começo dos anos cinquenta.