Estratégias para ajudar os alunos que têm dificuldade com habilidades motoras finas a escrever

Escrito por karen hollowell | Traduzido por débora sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Estratégias para ajudar os alunos que têm dificuldade com habilidades motoras finas a escrever
É possível ajudar no desenvolvimento das habilidades motoras finas das crianças com atividades simples (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

As habilidades motoras finas são a coordenação dos pequenos músculos nas mãos que nos permitem realizar tarefas cotidianas, como escovar os dentes ou amarrar os sapatos. Elas também são essenciais para a escrita. As habilidades motoras finas desenvolvem-se à medida que uma criança ganha força e equilíbrio enquanto progride desde a infância até a fase em que começa a andar. Os professores podem ajudar seus alunos a melhorar o controle motor fino todos os dias.

Outras pessoas estão lendo

Atividades

Os professores podem usar as atividades diárias que proporcionam a prática no fortalecimento das mãos, bem como aprender a formação das letras. Os educadores devem ter uma grande variedade de materiais manipuláveis ​​na sala de aula. Por exemplo, os alunos podem praticar escrever letras na areia ou montá-las com massinha ou macarrão seco. As crianças fortalecerão os músculos dos dedos e das mãos juntando quebra-cabeças e construindo torres de blocos ou legos. Também será vantajoso que elas brinquem com jogos de tabuleiro com peças pequenas. Até mesmo projetos simples de recortar e colar ajudarão os alunos a ter um maior domínio sobre a mão e, consequentemente, o controle necessário para a escrita.

Assistência

Os alunos que têm dificuldade em manipular e controlar os músculos da mão precisarão de ajuda adicional para aprender a escrever. A boa notícia é que existem recursos disponíveis para ajudar as crianças com dificuldades de habilidades motoras finas. Entre os itens mais populares estão os seguradores de lápis, que são colocados no lápis para ajudar os alunos a terem um controle mais firme quando estiverem escrevendo.

A maioria dos programas de escrita segue as orientações e procedimentos semelhantes e assumem que as crianças têm domínio sobre a maioria das habilidades motoras finas, fazendo com que os alunos que possuem dificuldade de escrita rapidamente se sintam frustrados. Os professores que têm acesso a programas especiais, como o americano Handwriting Without Tears, pode dar atenção aos estudantes com dificuldades (consulte Recursos). Esse programa usa uma abordagem multisensorial para o ensino da escrita. Por exemplo, as crianças desenvolvem habilidades de escrita utilizando madeira e argila, além de programas de computador. As letras mais fáceis são ensinadas primeiro, como "M" e "A." As letras mais difíceis, como "g" e "q", são ensinadas quando as habilidades motoras finas melhorarem.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível