Estratégias de "hedging" para opção de compra de ações

Escrito por alan li | Traduzido por fabiana silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Estratégias de "hedging" para opção de compra de ações
As opções podem limitar as perdas no mercado de ações (stocks and shares image by Andrew Brown from Fotolia.com)

No jargão financeiro, "hedging" significa proteger-se contra as incertezas nas tendências dos preços tomando uma posição que compensa esse risco. As opções são derivativas de ações que possibilitam a seus titulares comprar ou vender ações a um valor e prazo predeterminado. As opções de compra permitem ao titular comprar, enquanto que as de venda lhe permite vender. As opções de estilo americano permitem que seus titulares as utilizem a qualquer momento antes da data de vencimento, enquanto que as de estilo europeu podem ser usadas apenas na data de vencimento. As opções são, muitas vezes, utilizadas como ferramentas de “hedging” porque podem limitar o impacto da variação dos preços das ações.

Outras pessoas estão lendo

O uso das opções de hedge

Na linguagem das opções, termos como "to short" (vendas curtas - a descoberto) significa vender uma opção e "to long" (venda longa) comprar e manter uma opção. O termo "premium" indica o preço da opção e "preço de exercício" é o preço predeterminado, no qual a opção pode ser usada tanto para comprar como para vender o ativo subjacente. Vender uma opção a descoberto, ou venda curta, cria a obrigação futura de comprar ou vender ações ao preço de exercício, enquanto que a venda longa de uma opção cria o direito futuro de comprar ou vender as ações ao preço de exercício.

Existem quatro posições básicas de opções: opção de compra de posição vendida, opção de venda de posição vendida, opção de compra de posição comprada e opção de venda de posição comprada. Cada posição pode ser usada em “hedging”, porque se o valor da ação superar o preço de exercício, o titular pode usar a opção de comprar ou de vender as ações a esse preço e assim limitar as perdas incorridas em um sentido da mudança do preço da ação.

Estratégias básicas de opções

A estratégia de "hedging" mais básica usando opções é a opção de compra de posição vendida ou a opção de venda de posição comprada. Um indivíduo que use a primeira opção não precisa ter medo de deixar de aproveitar a oportunidade de perder um aumento nos preços das ações, porque elas podem ser compradas ao preço de exercício. No mesmo sentido, um indivíduo que use a opção de venda de posição comprada não precisa temer a desvalorização quando os preços das ações caírem porque elas podem ser vendidas ao preço de exercício. Em contraste a essas posições, a venda curta é mais comumente usada na especulação, o que significa que o vendedor acredita que os preços das ações assumirão uma direção que resultará em opções vendidas não sendo utilizadas e, por essa razão, pretende simplesmente embolsar o prêmio.

Estratégias mais complexas

Essas estratégias mais complexas podem ser construídas através da combinação das quatro posições básicas de opções. Muito parecido com as ações subjacentes, cada posição tem seus riscos e recompensas próprias. Adotar essas posições significa combinar os seus riscos e recompensas com as das ações subjacentes e, fazendo isso, os investidores podem adaptar suas estratégias de "hedging" para harmonizar os detalhes de sua situação. Por exemplo, um indivíduo que acredita que o preço vai mudar, mas não tem certeza da direção da mudança, pode usar opção de compra e de venda de posição comprada no mesmo preço de exercício a fim de construir o que é chamado de "strangle" comprado. Isso permite que a pessoa se beneficie da mudança de preço, independentemente de sua direção, mas também é mais caro do que simplesmente fazer uma venda longa da opção.

Fatores a considerar

Antes de construir uma estratégia para combinar a situação, é importante obter o máximo de informação possível. Os investidores devem, pelo menos, considerar a probabilidade de mudança do valor, a direção da mudança e o quanto pode mudar. Conhecer esses fatores permite aos investidores adaptar da melhor forma suas estratégias para as especificidades da situação. Por exemplo, usando o cenário anterior, mas acrescentando o fato de que o investidor espera uma grande mudança de preço, a melhor opção é construir o que é chamado de compra de "straddle" através da compra e venda de posição comprada a preços de exercício diferentes. Ao fazer isso, ele ganha o mesmo benefício do exemplo anterior, quando o preço se altera e é menos caro por causa da diferença nos preços de exercício. Também é uma transação mais arriscada porque, por outro lado, as grandes mudanças de preços tendem a ser menos comuns do que as pequenas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível