As estrelas mais brilhantes no hemisfério norte

Escrito por eric moll | Traduzido por ana olson
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As estrelas mais brilhantes no hemisfério norte
O sol é a estrela mais brilhante no céu devido a sua proximidade, não ao seu tamanho (sun image by Bube from Fotolia.com)

O brilho aparente de uma estrela, quando visto da Terra, depende de quão luminosa e distante a estrela está. O brilho aparente é medido em "magnitude aparente": quanto maior a magnitude aparente, mais fraco seu brilho. A estrela mais brilhante visível a partir da Terra, o Sol, tem uma magnitude aparente de -26,74. Como a Terra mantém a mesma orientação no espaço, diferentes estrelas são visíveis nos hemisférios norte e sul.

Outras pessoas estão lendo

Sirius

Sirius, que tem uma magnitude aparente de -1,46, está a 8,6 anos-luz de distância. É apenas cerca de duas vezes o tamanho do Sol, e ofusca estrelas muito maiores, porque está relativamente perto do nosso sistema solar. O que parece ser uma estrela é na verdade um sistema binário que contém duas estrelas diferentes, Sirius A e Sirius B.

Canopus

Canopus tem uma magnitude de -0,72 e está a 310 anos-luz de distância. É visível apenas ao sul da latitude 37,18 graus norte - esta latitude é um pouco ao sul da cidade de San Francisco, nos Estados Unidos.

Alfa Centauro

A estrela Alfa Centauro é na verdade duas estrelas, Alfa Centauro A e B. Por si só, Alfa Centauro A é a quarta estrela mais brilhante no céu noturno, mas como o olho nu não consegue distinguir as duas estrelas, todo o sistema parece ser a terceira estrela mais brilhante. É visível apenas em parte do hemisfério norte; observadores acima de 29 graus de latitude norte não serão capazes de encontrá-la. Para aqueles que estão nas latitudes norte mais baixas, ela aparece perto do horizonte do sul. Sua magnitude combinada é -0,27, e está a 4,4 anos-luz de distância, o mais próximo de qualquer estrela além do sol.

Arcturus

Arcturus tem uma magnitude de -0,04, e está localizada a 37 anos-luz da Terra. Ela faz parte da constelação de Boötes.

Vega

Vega tem uma magnitude de 0.03. Faz parte da constelação Lyra, e está a 25 anos-luz de distância da Terra.

Capella

A Capella é na verdade dois sistemas binários diferentes, mas tão próximos que eles aparecem como uma única estrela a olho nu. Considerados juntos, eles são a sexta estrela mais brilhante no céu noturno, com uma magnitude aparente de 0,08. Capella está a 42 anos-luz de distância.

Rigel

Rigel tem uma magnitude de 0,12, e está a 770 anos-luz de distância. É a estrela mais brilhante na constelação de Orion. Possui 17 vezes a massa do Sol e é 85.000 vezes mais luminosa, tornando-se uma das estrelas mais luminosas em nossa parte da galáxia.

Procyon

Procyon é uma das duas estrelas na constelação Canis Minor. Sua magnitude é de 0,34, e fica a 11 anos-luz de distância.

Betelgeuse

Betelgeuse é a segunda estrela mais brilhante da constelação de Orion, mas ocasionalmente supera Rigel em brilho. Sua magnitude aparente oscila entre 0,2 a 1,2, com uma média de 0,42. Betelgeuse é uma supergigante vermelha, com um diâmetro 1.180 vezes maior do que o sol.

Achernar

Achernar faz parte da constelação de Eridanus. Sua magnitude é de 0,5 e está a 140 anos-luz de distância. Das 10 estrelas mais brilhantes, ela é a mais quente e a mais azul, com uma temperatura de superfície de 14.510 kelvins. É visível somente abaixo de 33 graus de latitude norte, que é aproximadamente a latitude de Dallas, Texas, nos Estados Unidos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível