Mais
×

A estrutura de um monólogo dramático

Atualizado em 17 abril, 2017

O monólogo dramático é uma longa poesia que pretende revelar ao leitor os sentimentos e pensamentos mais profundos do personagem. Eles podem ser obras independentes, como o poema "Ulises", de Tennyson, ou podem ser passagens em textos maiores, como os solilóquios das peças de Shakespeare. O monologo dramático como forma de recurso literário foi popularizado pelos poetas românticos ingleses, como Percy B. Shelley e Robert Browning.

O solilóquio "Ser ou não ser" na peça Hamlet, de Shakespeare, é um exemplo de monólogo dramático (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Forma

O monólogo dramático pode assumir várias formas e ter uma estrutura rígida, como um que segue a forma de soneto, ou pode ser livro, assim como uma prosa. Eles são escritos em primeira pessoa e sempre têm um público definido em mente. O leitor de um monólogo dramático assume a posição de um ouvinte silencioso.

Personagem

O personagem do monólogo dramático é revelado através da exposição de seus pensamentos mais profundos. Ele geralmente assume a forma de uma confissão ou é a alma ou consciência do personagem. Nesse momento são reveladas emoções que estão ocultas para outros — pensamentos que não seriam revelados a não ser através dessa mensagem quase secreta ao leitor ou público.

Revelação

Geralmente, há algum tipo de revelação dramática no monólogo. Esse recurso é usado para comunicar algum pensamento ou atitude que faça com que o texto seja realmente dramático. O solilóquio de Lady Macbeth da tragédia "Macbeth" de Shakespeare é um bom exemplo. Na cena em que ela lê uma carta para si mesma, a personagem inicia um solilóquio que expõe seus pensamentos e sentimentos mais íntimos e contém revelações que impulsionam o enredo.

Clímax

A maioria dos monólogos dramáticos levam a um clímax dramático, geralmente, no fim do monólogo. As partes precedentes do texto devem ser usadas para preparar o desfecho. Então, o clímax deve ser revelado com todo o drama necessário. Após o ápice, o autor não deve protelar demasiadamente; pois o público, tendo experimentado a tensão dramática, tende a focar sua atenção em novos desenvolvimentos de enredo.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article