Etiqueta e costumes sociais indianos

Escrito por andante sostenuto | Traduzido por lúcia collischonn de abreu
Etiqueta e costumes sociais indianos
Na Índia, roupas justas ou decotadas são consideradas inapropriadas ou sinal de pobreza (india image by giantorre from Fotolia.com)

Embora a Índia seja, primariamente, uma cultura do sudoeste asiático, décadas de colonialismo também influenciaram a etiqueta e os costumes sociais indianos. Além disso, de acordo com o censo de 2001, a maior religião na Índia é o hinduísmo, praticada por 80% da população. Em seguida, vêm o islamismo (13,4%) e o cristianismo (2,3%). O siquismo, praticado por 1,9% da população, é a quarta maior. A religião teve grande influência na história e na cultura da Índia, o que lhe deu a fama de "terra das religiões".

Etiqueta à mesa

A maioria dos indianos considera mais adequado comer com as mãos. Os visitantes ocidentais podem ser pegos de surpresa, mas se as mãos estiverem limpas, é perfeitamente higiênico e seguro. Esse costume provavelmente não vai aparecer em restaurantes mais ocidentalizados, mas, em geral, é educado tentar e se adaptar o máximo possível. Há regras específicas que variam de região para região. No Norte da Índia, não se deve usar mais que dois segmentos dos dedos para comer, ao passo que no sul os pratos não são tão secos e as regras são mais flexíveis. No entanto, comer com a mão esquerda sempre é considerado grosseiro e ofensivo, e ninguém compartilha utensílios, copos ou alimentos, mesmo que ainda tenham de ser usados ou consumidos. Essa última regra é conhecida como "jootha", que pode ser traduzida como "contaminação". Deixar um pouco de comida no prato também indica que se está satisfeito. Dependendo da religião do anfitrião, ele não servirá alguns alimentos. Por exemplo, muitos hindus não comem carne ou são vegetarianos.

Etiqueta para presentes

Embora não seja obrigatório, é aconselhável levar um presente ao visitar um indiano. Acredita-se que dar presentes pode facilitar a passagem para a próxima vida, de modo que presentes e sua etiqueta são levados muitos a sério. Dinheiro é apropriado para cerimônias envolvendo nascimento, casamento e morte. Flores brancas são altamente inadequadas, pois são usadas em funerais. Amarelo, verde e vermelho são consideradas cores da sorte, e costumam ser utilizadas para embrulhar presentes. Se há crianças na casa, pequenos brinquedos são bem-vindos.

Etiqueta social e familiar

Ao visitar um lar indiano, deixe qualquer tipo de calçado do lado de fora. Para a surpresa da maioria dos ocidentais, é educado chegar entre 15 e 30 minutos atrasado, em grandes eventos sociais -- especialmente aqueles que ocorrem na Índia -- alguns convidados podem nem sequer chegar. Outros vão levar convidados próprios, como símbolo de sua relação próxima e pessoal com o anfitrião. Essencialmente, é um elogio. Os convites devem ser confirmados com uma ligação pessoal. Em eventos menores, como uma visita, elogiar a refeição é educado, pois os comentários são elogios à esposa ou mãe que cozinhou.

Etiqueta para cumprimentos

A maneira de cumprimentar pode ser influenciada pela religião, pelo nível de instrução e pela classe social. A cultura indiana é muito hierárquica, então os membros mais velhos ou mais importantes de um grupo devem ser cumprimentados primeiro. Apertos de mão são comuns, especialmente em cidades grandes, onde muitas pessoas lidam com pessoas e costumes ocidentais. No entanto, embora homens e mulheres possam trocar apertos de mão com pessoas de seu próprio gênero, dependendo da religião, não é aceitável que homens e mulheres troquem apertos de mão entre si. Ao deixar um grupo, cada um deve se despedir individualmente.

Convenções ligadas ao nome

Os nomes variam de acordo com a religião, com a classe e a região do indivíduo. Hindus do norte geralmente têm nome e sobrenome, mas os do sul costumam abandonar o sobrenome e usar as iniciais do pai antes de seus nomes. Ao casar, as mulheres trocam o nome do pai pelo do marido, adotando-o como sobrenome. Os muçulmanos, por outro lado, não têm sobrenomes. Os homens ligam seus nomes aos de seus pais com "bin", enquanto as mulheres usam "binti".

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível