Mais
×

Como evitar danos aos nervos em uma venipunção

Atualizado em 23 março, 2017

Evitar danos nos nervos ao realizar uma venopunção exige a utilização de um procedimento correto durante a coleta de sangue. As punções venosas, realizadas corretamente, possuem baixo risco de qualquer tipo de lesão, e uma adequada compreensão da anatomia humana (a localização dos nervos adjacentes às veias) e a capacidade de introdução com sucesso numa veia utilizando o menor número de tentativas irão minimizar ainda mais esse risco. Este tipo de experiência vem através de anos de estudo e prática, mas é importante mantê-la em mente a qualquer momento para evitar lesões nervosas em sua carreira de flebotomia.

Instruções

  1. Escolha o local da venopunção com cuidado. Existem várias áreas do corpo que possuem um risco mais elevado de atingir ou danificar os nervos do que outros (por exemplo, o interior do punho).

  2. Use uma técnica venopunção adequada. Palpite e localize a veia completamente antes de introduzir uma agulha, observe a direção e a profundidade da veia e use um ângulo de inserção da agulha adequado a ela.

  3. Estique a pele e fixe a veia com o dedo enluvado antes perfura-la, minimizando o risco de "perdê-la", acertando um nervo (ou causando um hematoma).

  4. Ouça e observe o paciente. Se acertar um nervo, o paciente pode sacudir o braço ou descrever uma dor chocante e, caso o relate, pare imediatamente o procedimento e remova a agulha. Instrua-o a elevar o braço e utilize gelo com ligeira pressão sobre o local.

Aviso

  • Caso tenha medo de que possa ter atingido ou danificado um nervo, registre o procedimento completamente usando o sistema de comunicação do laboratório ou empresa. Faça isso o mais rápido possível a fim de registrar o maior número de detalhes que puder.

O que você precisa

  • Suprimentos de punção venosa
  • Gelo
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article