Como evitar uma gravidez ectópica

Escrito por ehow contributor | Traduzido por mariana dsp
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como evitar uma gravidez ectópica
Saiba como evitar uma gravidez ectópica

Gravidez ectópica é uma condição na qual o óvulo fertilizado se desenvolve em algum lugar que não seja o útero. Normalmente, ele acaba ficando nas trompas de Falópio, mas a a condição também pode acontecer nos ovários ou, mais raramente, na cavidade abdominal. É inviável uma gravidez ectópica, pois o feto em crescimento precisa de um ambiente específico. Se não tratada, ela pode causar a morte da mãe. Apesar de não haver uma maneira concreta de prevenir a condição, existem formas de reduzir o risco.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Monitore sua saúde reprodutiva, mesmo que você não esteja tentando engravidar. Certas condições que podem causar cicatrizes ao útero e às trompas de Falópio (chamada de Doença Inflamatória Pélvica, ou DIP) podem ser causadas por DSTs, como clamídia e gonorreia. Limite o número de parceiros sexuais e faça testes regulares, pois nem todas as doenças apresentam sintomas.

  2. 2

    Reveja seu histórico médico. Se você tiver DIP, endometriose ou histórico de cirurgias abdominais, o risco de se desenvolver uma gravidez ectópica é maior. Se você é fumante ou está tentando engravidar em uma idade mais avançada, seu risco também será maior.

  3. 3

    Saiba reconhecer os sintomas, caso você engravide. Inicialmente, os sintomas da gravidez ectópica podem se parecer com os de uma normal, contudo, se você sentir dores súbitas na parte inferior do abdômen ou na pelve, frequência cardíaca acelerada, tontura ou desmaios, procure ajuda médica imediatamente. Quanto mais rápido ela for detectada, maiores as chances de corrigi-la antes que a gravidez se torne uma ameaça à vida.

  4. 4

    Notifique seu médico se já teve uma gravidez ectópica e deseja engravidar novamente. Quando já houve uma ocorrência, a chance de ter outra é maior. Seu médico fará um acompanhamento mais minucioso com ultrassons quando você estiver tentando engravidar.

  5. 5

    Lembre-se de visitar seu obstetra/ginecologista para fazer consultas, papanicolau e exames de DST regulares. Ser proativa e bem informada sobre sua saúde reprodutiva ajudará a determinar o risco de se desenvolver uma gravidez ectópica.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível