A evolução dos sapatos femininos entre os anos 1930 e 2000

Escrito por jenna pope | Traduzido por luisa menin
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A evolução dos sapatos femininos entre os anos 1930 e 2000
Os sapatos das mulheres nem sempre foram desenhados visando o conforto (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Ao olhar para os estilos de sapatos dos anos 30 até os dias de hoje, você pode concluir que as tendências para sapatos são cíclicas. Existem apenas algumas formas que você pode redesenhar um sapato. Eles já foram pontiagudos, arredondados, com plataforma, laços, cores claras e sombras em neon. Já tiveram saltos baixos e altos pontiagudos. As mulheres já passaram do confortável e estiloso, até sapatos que machucam e não são nada práticos.

1930

Os sapatos das mulheres nos anos trinta consistiam em sapatos baixos arredondados, sapatos de salto alto e sandálias de tiras com saltos moderados. Os saltos grossos e tiras no tornozelo também estavam em alta. Sapatos com dois tons em tecido foram introduzidos no começo da década. O estilista Salvatore Ferragamo foi o primeiro a usar tecidos de fita em sapatos em 1935. Também existiam sapatos de amarrar com cortes externos.

1940

Na década de 40, os sapatos femininos se tornaram muito populares. Eles podem ser amarrados ou não. Alguns apresentavam saltos de 2,5 cm, outros de até 5 cm com saltos mais proeminentes. Os saltos com vestido também estavam na moda. Eles tinham saltos finos, grossos ou plataforma de aproximadamente 5 cm. Os saltos Mary Jane eram muito populares. As sandálias tinham geralmente sapatos em formato de "V" ou tiras de fivela.

1950

O racionamento de tecido durante o período da guerra havia terminado, o que fez com que as vestimentas dessa época fossem ainda mais requintadas. Os acessórios femininos estavam em alta e os estilos de cabelo também. Mas no meio de toda essa extravagância, os sapatos femininos foram deixados de lado. A maioria dos estilos de sapato eram marrons e pretos. Os saltos finos eram muito populares, assim como os pequenos saltos. Os sapatos baixos eram populares para se usar em casa. A atriz Audrey Hepburn popularizou as sapatilhas. Sandálias com pequenos saltos e tiras eram usadas no verão. Os sapatos selados se tornaram populares nessa década assim como as saias rodadas.

1960

Durante a década de 60, as crianças da nova geração estavam chegando na adolescência e virando o mundo de cabeça pra baixo. As mulheres mais conservadoras usavam sandálias de tornozelo abertos e os tradicionais saltos finos. Em 1961, a primeira dama dos Estados Unidos trouxe os sapatos confortáveis arrendondados com salto de volta a moda. Na metade dos anos 60, as botas longas entraram na cena junto com a mini-saia.

1970

O movimento "de volta a terra" nos anos setenta trouxe as sandálias de volta aos pés. Elas vinham em uma cor: marrom. Sapatos arredondados com saltos apareceram junto com os mocassins e sapatos oxford. Os saltos altos, botas e saltos finos, além das sandálias eram mais populares entre as mais conservadoras. Sapatos de plataforma haviam renascido com 7,5 ou 10 cm feitas de madeira. Para as mulheres de menor estatura, esses sapatos eram excelentes. Então veio a moda disco, o glam rock e os sapatos de plataforma apareceram em cores prateadas e cheios de purpurina.

1980

A economia tomava uma nova forma nos anos 80 e diversos movimentos nasciam. As vendas de sapato (além dos descontos em geral) estava em alta com o começo da geração materialista. Os sapatos disco vinham em diversos formatos, rosas, vermelhos, verdes e com saltos finos de até 10 cm. As mulheres usavam ternos que as empoderavam. Para um visual mais casual, botas até o tornozelo com bicos pontudos eram usadas combinando com calças.

1990

O começo dos anos 90 era uma continuação dos anos 80. No meio da década, retornava-se de uma forma pesada e trabalhada nos saltos à moda dos anos 70. Botas apartadas de salto alto estavam em alta, junto com tênis de marca. Hush Puppies, Gucci e Prada ofereciam um visual para dias mais casuais.

2000

No começo dos anos 2000 as mulheres usavam botas e sapatos com bicos achatados e arredondados. Mais tarde na década, botas até os joelhos e bicos finos, saltos finos e cores neutras emergiam como uma tendência. Com o progresso da década os sapatos das mulheres se tornaram mais inovadores e vanguardistas, com saltos plataforma, sandálias plataforma, sandálias de tiras e sapatilhas. As marcas de tênis expandiram seu inventário. As sapatilhas voltaram dos anos 40. Botas e sapatilhas ainda são tradicionais no século 21.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível