Exemplos de surrealismo na propaganda

Escrito por b. maté | Traduzido por maria antônia alecyr
Exemplos de surrealismo na propaganda
O surrealismo pode transformar objetos mundanos em obras não convencionais (letto surreale image by Dan Barraco from Fotolia.com)

O movimento surrealista começou na década de 1920, com artistas como Salvador Dali tentando traduzir o subconsciente para a arte visual. Com a crença de que a imagem visual não convencional poderia ser usada para desbloquear motivações ocultas e acender desejos de consumo, os anúncios surreais são projetados para tocar a mente do espectador. Até hoje ,ele tem sido usado na publicidade como um meio para chocar, provocar ou seduzir o público, para que gravem a marca. Muitas indústrias têm utilizado o surrealismo em suas campanhas -- da moda aos automóveis.

Moda

Propagandas surreais são conhecidos por chocar, surpreender e até mesmo enojar o espectador -- e a indústria da moda não é exceção. Os anunciantes de moda não convencionais esperam que ao criar um anúncio chocante, isso possa agregar valor à marca e torná-la mais memorável. Os anúncios surreais nem sempre têm que ser chocante; em vez disso, eles podem apresentar uma pessoa ou objeto fora do seu contexto normal. Por exemplo, um fabricante de brim criou um anúncio que mostrava modelos vestidas de jeans de cabeça para baixo. Então, o céu estava aos seus pés e a terra marrom acima delas. Esta campanha de primavera/verão transmitia a ideia de renascimento, mas de uma forma não convencional.

Política

Os anúncios surreais frequentemente distorcem histórias bem conhecidas, ícones sociais ou a realidade, para tocar diretamente em uma subcultura específica ou segmento da população. Um exemplo disso foi quando um partido socialista ou de esquerda -- objetivando um eleitorado mais jovem -- usou o surrealismo para ajudar a comunicar os objetivos do seu partido. Baseado na peça clássica "Romeu e Julieta" de Shakespeare, o partido atrelou-se como o lado esquerdo compassivo (Romeu), contra uma direita conservadora (a família de Julieta). O objetivo era que o espectador sentisse empatia com o sofrimento de Julieta, e se inclinasse para o lado socialista -- Romeu foi representado como o único que se importava com a Julieta morrendo. Feito em um palco vermelho e azul distintos, o comercial articula o ponto de vista do partido de uma forma surreal.

Objetos de consumo

Às vezes, imagens surreais podem ser usadas para atrair seu público. Usar o sexo para vender objetos de consumo é uma prática comum na publicidade e, por isso, não é incomum que seja usado para vender bebida alcoólica. O surrealismo é conhecido por sua capacidade de transformar um objeto comum em outra coisa, fazendo com que o espectador olhe duas vezes. Em um anúncio de bebida, a lata foi torcida para parecer-se com o formato da parte inferior do corpo de uma mulher, incluindo o tronco e pernas inferiores. Assim como anúncios anteriores que utilizaram a arte surreal, à primeira vista, o público apenas vê o recipiente de bebida, mas quando olha mais de perto, uma outra imagem mais atraente é visível.

Tecnologia

O surrealismo e a tecnologia parecem ser uma combinação natural, pois vídeo games e telefones móveis novos tendem a promover uma visão alternativa e mais avançada tecnologicamente do que a realidade deveria ser. Uma empresa de telefonia móvel, no lançamento de um novo aparelho, escolheu um anúncio misterioso. No anúncio surreal, uma mulher jovem e pálida, quase brilhante, era mostrada com um fundo de um pasto verde -- que era, sem dúvida, as cores da marca. No comercial, ela comparava a visão de um malabarista jogando bolas à capacidade multitarefa do telefone. A calma, a aparência misteriosa de seu comportamento e o uso da cor destacaram o anúncio surreal.

Automotivo

A arte surreal às vezes adiciona imagens metafóricas para dar mais significado a uma obra de arte. Copiando um pouco Salvador Dali -- o artista que foi um dos inventores das imagens deslocados e fragmentadas -- uma empresa de carro criou uma série de anúncios impressos surreais para lançar seu novo automóvel eficiente em termos de combustível. Os anúncios impressos mostravam revendedores de gasolina à espera da venda do produto em um deserto, onde um objeto de tempo (um relógio ou ampulheta) estava amassado ou descartado. Os anúncios comunicavam visualmente o papel da eficiência de combustível no meio ambiente, através de uma série de objetos simbólicos e imagens descabidas.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível