Mais
×

Exercícios de alongamento para o plexo braquial

Atualizado em 21 novembro, 2016

O plexo braquial é um emaranhado de fibras nervosas que segue um caminho específico vindo da espinha indo ao longo do corpo. O plexo braquial é responsável por muitas das respostas nervosas da parte superior do corpo e dos braços.

Se o plexo braquial for ferido ou danificado, pode causar problemas na utilização dos braços e da parte superior do corpo, por isso alongamentos e exercícios são importantes. É importante que, enquanto se alonga o plexo braquial, não se esforce demais. Alongar mais do que é preciso pode causar dores e danos ao plexo.

Idosos fazendo alongamentos (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Rotações dos ombros

O exercício mais básico de alongamento que você pode fazer é a rotação com os ombros. Sentado ou em pé com os seus ombros e costas relaxados, lentamente rotacione seus ombros para frente; repita esse movimento dez vezes e depois pare. Descanse 60 segundos e depois comece a girar seus ombros para trás, então repita o movimento para trás dez vezes e descanse. Esse simples exercício ajudará a alongar o plexo braquial e pode até mesmo reduzir dores causadas por danos.

Pessoa fazendo alongamento com os ombros (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Extensão

Na posição sentada, posicione a palma de seu braço contra a mesa com um livro ou um objeto duro embaixo do cotovelo. Com o cotovelo elevado pelo livro, estenda os braços até que as costas das mãos encostem na mesa, que está levemente mais baixo. Deixe que todos os movimentos sejam lentos e deliberados; repita o alongamento três vezes.

Depois de fazer esse alongamento com a palma para cima, faça-o com a palma para baixo. Você novamente posicionará o livro de forma que seu cotovelo se apoie sobre ele, deixando que seu antebraço desça e toque a mesa com sua palma. Repita três vezes.

Pessoa fazendo alongamento sentada (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Girando as palmas

Suavemente, apoie seu cotovelo sobre a mesa ou uma superfície plana na sua frente. Quando seu cotovelo estiver confortável, gire sua palma o máximo que conseguir em ambos os sentidos; se precisar, utilize sua outra mão para ajudar. Quando perceber o quanto consegue girar sua palma para cada lado, certifique-se de que não está movendo seu cotovelo, já que isso não permite que o alongamento seja eficiente como seria com o cotovelo parado.

Mulher fazendo alongamento com as palmas das mãos (Thinkstock Images/Stockbyte/Getty Images)
bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article