Exercícios e contrações na gravidez

Escrito por charlotte johnson | Traduzido por philipe oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Exercícios e contrações na gravidez
Exercícios na gravidez (Pregnancy image by angpang2 from Fotolia.com)

Os exercícios podem induzir contrações durante a gravidez. Por essa razão, as mulheres grávidas devem fazer exercícios sob observação cuidadosa e com preparação. Quando leves, as contrações esporádicas são normais, porém, quando mais intensas, as contrações regulares podem sinalizar um problema significativo.

Outras pessoas estão lendo

Contrações de Braxton Hicks

As contrações de Braxton Hicks consistem em uma atividade do útero que ocorre periodicamente durante o segundo e o terceiro trimestres de gravidez. Esse tipo de contração não se assimila ao trabalho de parto real, mas é mais como um exercício prático que ajuda o útero a estar pronto para o trabalho de parto que ocorrerá. Essas contracções podem durar de 30 segundos a 2 minutos. Elas foram nomeadas depois que John Braxton Hicks descreveu esse fenômeno em 1872. O atividade física pode levar as contrações de Braxton Hicks a serem mais frequentes e/ou intensas, devido ao aumento dos níveis de norepinefrina no organismo durante a atividade.

Braxton-Hicks e o trabalho de parto real

Se você estiver se exercitando (ou mesmo em repouso), como você pode identificar se uma contração é o início do trabalho real ou apenas um evento de Braxton Hicks? Um número de características distinguem Braxton Hicks das contrações de trabalho no parto. Contrações de Braxton Hicks: (1) podem ser um pouco desconfortáveis, mas não são dolorosas, (2) não são frequentes e irregulares, (3) não se intensificam, e (4) cessam rapidamente, especialmente se você beber água e repousar. Contrações reais: (1) são dolorosas, (2) são frequentes e ocorrem em intervalos de tempo marcados e (3) se tornam mais fortes e dolorosas, não importando o que você faz.

Quando o exercício não é recomendado

Consulte seu médico antes de iniciar qualquer programa de exercícios físicos, especialmente durante a gestação. A maioria dos médicos permite que exercícios leves a moderados em mulheres saudáveis ​​que estão em período de gestação sejam feitos sem preocupação por complicações. No entanto, existem algumas situações em que muitos médicos não recomendam exercícios durante a gravidez. O exercício físico não é recomendado nas seguintes situações: história de trabalho de parto prematuro, sangramentos ou corrimentos, hipertensão arterial, problemas de tireoide, problemas cardiológicos, pulmonares ou de circulação sanguínea.

Benefícios do exercício

Praticar exercícios físicos nos beneficia em muitos aspectos. Eles promovem a circulação saudável, a digestão e o funcionamento mental, além de aumentar a força, a densidade óssea, resistência e tônus ​​muscular e autoestima. O exercício também é conhecido por reduzir o estresse. Embora saibamos que o exercício é benéfico, em geral pouco é conhecido sobre as vantagens específicas durante a gravidez. Estudos têm mostrado que as mulheres grávidas que se exercitam regularmente e com moderação relataram se sentirem melhor durante a gravidez. As mulheres que estão em boa forma física também tendem a apresentar um trabalho de parto em um tempo mais curto do que as mulheres que estão menos condicionadas fisicamente.

Precauções durante o exercício

O primeiro passo ao se praticar exercícios durante a gravidez é conversar com o seu médico. Ele irá guiá-lo em quais exercícios podem ser feitos e como fazê-los (tipos de exercícios, duração e intensidade). Evite atividades que têm muito contato físico ou risco de lesão, tanto para a mãe quanto para o feto, podem ser prejudiciais. Alguns tipos de exercícios que geralmente são recomendados por médicos durante a gravidez incluem ioga, caminhada e natação. Não importa qual atividade você escolher, sempre mantenha-se hidratado, pois a gravidez e o exercício criam uma maior necessidade de hidratação do corpo. Beba água antes, durante e após a atividade física, sentindo sede ou não. Se você sentir dor ou falta de ar, pare o exercício imediatamente. Não faça exercícios até a exaustão, faça pausas frequentes. Se você sentir contrações que não diminuem rapidamente após repouso ou bebendo água, procure seu médico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível