Exercícios para a paralisia cerebral com um terapeuta ocupacional

Escrito por camilla medders | Traduzido por débora cussiol
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Exercícios para a paralisia cerebral com um terapeuta ocupacional
Terapia ocupacional ajuda pessoas com paralisia cerebral a executarem tarefas diárias (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Um indivíduo com paralisia cerebral, ou PC, tem uma lesão cerebral que afeta as funções motoras. A paralisia cerebral pode causar rigidez muscular e/ou seu enfraquecimento, movimentos descontrolados e problemas de coordenação. Embora não haja cura para a paralisia cerebral, todos estes problemas podem ser resolvidos com terapia ocupacional. Este tipo de terapia se concentra em ajudar as pessoas com tarefas da vida diária, tais como usar um garfo, escrevendo com um lápis, fazer um telefonema, ou digitar em um teclado.

Outras pessoas estão lendo

Movimento

A paralisia cerebral muitas vezes faz os músculos ficarem duros, uma condição chamada de espasticidade. Por esta razão, terapeutas ocupacionais, ou TO, usam exercícios, como massagem e alongamento, para soltar os músculos espásticos e aumentar a capacidade dos seus clientes de utilização de seus membros. Porque TOs se concentram em tarefas usando as boas habilidades motoras, eles costumam concentrar-se no pescoço, braço, ombro e músculos da mão. Em uma sessão de terapia ocupacional, um TO pode começar com uma massagem nos ombros e braços, e então esticar suavemente os braços e as mãos, tomando cuidado para não esticar muito os músculos tensos ou muito rapidamente. Esses trechos são chamados de amplitude de movimento passivo. Se um cliente é capaz de mover seus próprios braços, o TO também irá incentiva-lo a fazer alguma amplitude ativa de exercícios de movimento, no qual o cliente faz os trechos por conta própria.

Sentido

Porque paralisia cerebral é causada por danos cerebrais, os indivíduos com essa condição muitas vezes têm problemas sensoriais. Terapeutas ocupacionais tratam estas questões através de uma variedade de técnicas. Um método comumente utilizado é chamado de técnica Wilbarger e técnica proprioceptiva . Este método inclui a escovação , a compressão articular e furtos orais , os quais proporcionam uma absorção sensorial suave que ajuda o cérebro a se organizar e diminui a hipersensibilidade. A técnica Wilbarger deve ser administrado ou ministradas por profissionais treinados. O primeiro passo desta técnica é a escovação. O terapeuta utiliza uma escova especial para estimular a pele dos braços , pernas e costas . Em seguida, o terapeuta usa compressão articular , que envolve uma leve pressão sobre as articulações. Por exemplo, ela poderia empurrar o braço do cliente em direção ao corpo , pressionando sobre a articulação do ombro . Para clientes com atitude bucal defensiva, ou problemas sensoriais na boca, um TO pode administrar um furto oral, usando o seu dedo de luva para fornecer estímulos sensoriais na boca.

Vida diária

O principal objetivo da terapia ocupacional é ajudar os clientes com as tarefas da vida diária. Por esta razão, praticar essas tarefas é uma parte importante de qualquer sessão da terapia. Indivíduos com paralisia cerebral possuem diferentes graus de desafios motores, de modo que os exercícios utilizados pelos TOs são altamente individualizados. Um indivíduo com paralisia leve, por exemplo, pode trabalhar para tornar mais clara sua escrita, enquanto um indivíduo com pouco uso das mãos pode praticar com um dispositivo que lhe permite usar a cabeça para controlar um computador. Essas atividades também variam com a idade do cliente. Um TO que trabalha com bebês usa brinquedos e livros ilustrados para ajudá-los a aumentar suas habilidades motoras, enquanto que a terapia ocupacional feita com adultos se concentrará em tarefas que seus clientes realizam no trabalho.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível