Exercícios pós-operatórios de hérnia inguinal

Escrito por chekwube ndubisi | Traduzido por andrea b. balieiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Exercícios pós-operatórios de hérnia inguinal
Seu médico pode recomendar alguns exercícios suaves para fortalecer os músculos abdominais e reduzir o tempo de recuperação. (Goodshoot/Goodshoot/Getty Images)

Uma hérnia inguinal ou na virilha ocorre quando um laço de tecido intestinal desliza para fora da parede abdominal inferior. Este tipo de hérnia é geralmente causado por fraqueza muscular abdominal, aumento da pressão dentro do abdômen, levantamento de peso ou esforço durante a evacuação. Uma hérnia inguinal é normalmente dolorosa, e seu médico pode recomendar uma cirurgia para reparar e evitar complicações posteriores. Ele pode também recomendar alguns exercícios suaves para fortalecer os abdominais, os músculos pélvicos e a virilha. Fale com o seu médico antes de iniciar qualquer programa de exercícios.

Outras pessoas estão lendo

Caminhada

O fortalecimento dos músculos e a redução da pressão em sua parede abdominal são essenciais para uma boa recuperação. Seu médico pode recomendar uma caminhada de 45 minutos por dia. Andar aumenta a interação entre sua musculatura pélvica e abdominal inferior e fortalece-a. Também aumenta a interação do sistema músculo-esquelético e ajuda a fortalecer os músculos das costas e costelas, o que irá ajudar a manter os tecidos intestinais no lugar e impedi-los da flacidez ou ruptura dos músculos abdominais. Esteja atento à sua respiração, postura e ritmo durante a caminhada.

Alongamento do tendão

Durante a primeira fase do tratamento, o médico pode recomendar alguns alongamentos suaves, tais como o do tendão. Isto tem como alvo os músculos pélvicos e abdominais inferiores e ajuda a reduzir qualquer pressão ou tensão na parede abdominal. Comece deitando de costas. Dobre os joelhos e apoie a planta dos pés no chão. Encontre e mantenha a posição em que você sinta o mínimo de desconforto e que sua coluna se sentir mais estável. Coloque uma toalha ao redor de um pé, segurando as duas pontas, e levante a perna para cima. Embora a perna esteja levantada, puxe o dedo do pé em direção a você, garantindo que o seu joelho permaneça em linha reta. Continue puxando a toalha e trazendo a perna em direção ao peito, até sentir um estiramento suave em sua coxa. Mantenha essa posição por 30 segundos e, em seguida, retorne a sua perna para a posição inicial. Repita essa parte com a outra perna e repita tantas vezes quantas quiser.

Alongamento do piriforme

Outro alongamento suave recomendado durante a primeira fase do tratamento é alongamento do piriforme. O músculo piriforme está parcialmente localizado na parede pélvica e nas nádegas. Ele suporta a parede pélvica e auxilia na rotação dos quadris e das coxas. Quando este músculo está tenso, desgastado ou irritado, a parte inferior das costas e da parede pélvica se torna fraca, e uma hérnia inguinal pode ocorrer. Faça este exercício para assegurar a cicatrização de feridas, reduzir o inchaço e cicatrizes e melhorar a flexibilidade nos quadris e coxas. Comece deitando de costas. Encontre e mantenha a posição em que você sinta o mínimo de desconforto e sua coluna se fique mais estável. Levante a perna direita e coloque o tornozelo direito sobre o joelho esquerdo. Coloque as duas mãos ao redor da parte de trás da sua coxa esquerda, levante a perna esquerda do chão e traga sua perna esquerda em direção ao seu peito. Continue puxando o joelho esquerdo em sua direção até sentir um estiramento em sua nádega direita. Mantenha a posição por 30 segundos e retorne a sua perna esquerda à posição inicial. Repita com a outra perna.

Flexão do quadril ou exercício de rotação

Durante a segunda fase de reabilitação, o médico pode recomendar alongamentos suaves, tais como flexão do quadril ou rotação para normalizar a mobilidade da coluna e a flexibilidade do quadril. Realize um exercício de flexão do quadril, sentando na borda de uma mesa com os pés no chão. Traga a sua perna lesada em direção ao seu peito. Segure esta posição por cinco segundos e volte lentamente à posição inicial. Repita este trecho 30 vezes mais e aumente gradualmente o número de repetições. Seu médico pode também recomendar rotações internas e externas dos quadris. Sente-se na beirada da cadeira, banco ou qualquer superfície firme com os pés balançando acima do piso. Comece girando sua coxa no eixo do quadril. Lentamente, vire sua perna para dentro, tanto quanto possível e depois vire a sua perna para fora. Realize 30 repetições e gradualmente aumente esse número.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível