A expectativa de vida de um grilo

Escrito por james young | Traduzido por camila oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A expectativa de vida de um grilo
Com cuidados especiais, os grilos podem viver muito mais do que o tempo médio (Neda Dilmaghanian at commons.wikimedia.org)

Normalmente, um grilo vive de quatro a seis meses. Espécies diferentes podem ter uma expectativa de vida maior ou menor, e a longevidade de indivíduos da mesma espécie também varia. Com cuidados especiais, um grilo de estimação pode viver por mais tempo. Os três estágios de vida desses insetos totalizam cerca de um ano. A maioria desse tempo é gasto no forma de ovos não eclodidos, que ficam dormentes durante o inverno.

Outras pessoas estão lendo

Incubação

Depois de postos, os ovos de grilos eclodem em apenas 14 dias. Esses animais hibernam em locais aquecidos durante os meses frios, como em pilhas de compostagem, e podem colocar ovos durante todo esse período, mas a ninhada maior realiza-se em abril e em maio. Na primavera, a fêmea põe entre 50 e 100 ovos a 2,5 cm do solo. Acionados pelo calor do solo, as ninfas se desenvolvem em duas semanas, quebrando o casulo do ovo e cavando até a superfície.

Ninfas

O segundo estágio de vida de um grilo, as ninfas imaturas, dura de oito a doze semanas. Elas não possuem asas, tornando-se presas fáceis de aves, e outros animais, incluindo grilos adultos. Durante o primeiro estágio do crescimento rápido, as ninfas passam por oito a dez mudas chamadas larvas. Derramando o seu exoesqueleto rígido, elas ficam ainda mais vulneráveis, até o endurecimento da sua nova pele quitinosa.

Maturidade

Na maturidade, as últimas larvas ninfas tornam-se adultas. Embora todos os grilos adultos comecem com asas, alguns as perdem e vivem apenas em terra. O metabolismo evolui para facilitar a reprodução, ao invés do crescimento. O restante da vida de um inseto adulto, de dois a três meses, baseia-se em comer, acasalar-se e colocar ovos. Uma fêmea necessita acasalar somente uma vez para colocar ovos férteis no resto de sua vida curta. Às vezes, o parceiro morre pouco tempo depois do acasalamento.

Habitat

Grilos vivem em uma variedade de ambientes com clima temperado, algumas espécies encontram abrigo e comida em campos abertos e outros preferem locais mais escuros e úmidos, como entradas de cavernas. Grilos caseiros sobrevivem aos meses do inverno em cantos escuros de casas e de outros edifícios. O verão ainda fornece seu ambiente favorito, com temperaturas que variam entre 25°C e 32°C e com muita comida. Eles não escolhem muito o que querem comer, são capazes de viver de plantas verdes, outros insetos e decomposição de materiais orgânicos. Durante à noite, as casas fornecem bastante forragem, que serve de alimento.

Criação de grilos

Por causa do seu canto incessante, os grilos têm sido criados como animais de estimação. Em pequena escala, criá-los pode ser relativamente fácil. Um frasco de vidro grande pode abrigar 20 grilos se o grupo recebe comida e água adequadamente e lugares disponíveis como esconderijo. Algumas espécies territoriais brigam e comem uns aos outros em ambientes apertados. Grilos domésticos sobrevivem bem em espaços lotados e sempre irão reproduzir, colocando ovos em areia limpa ou no fundo do frasco. Uma criação de grilos em pequena escala pode ser utilizada como alimento para répteis de estimação ou como isca para pescadores.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível