Experimento de osmose com batata

Escrito por erin watson-price | Traduzido por mayara leal
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Experimento de osmose com batata
As batatas são uma boa escolha para experimentos de osmose (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

O processo de osmose é o movimento da água através da membrana celular numa solução, ou vice-versa, para criar uma concentração igual a de um solvente em cada lado da membrana celular. Esse processo rege todos os organismos vivos e é um conceito essencial no ensino da biologia. Alguns experimentos com batatas demonstram os conceitos básicos da osmose de uma forma bem visível.

Outras pessoas estão lendo

O vocabulário da osmose

Um solvente, ou substância química, é dissolvido numa solução ou líquido. A quantidade de solvente na solução é chamada de concentração. Quando a concentração de um solvente é maior na solução do que na célula, ela é hipertônica. As células colocadas em uma solução hipertônica encolhem quando a água sai delas, numa tentativa de diluir a concentração do solvente em seu exterior. Quando a concentração de um soluto é maior dentro de uma célula do que no exterior dela, ela é hipotônica. As células colocadas em uma solução hipotônica incham enquanto a água se desloca para dentro delas, para diluir a concentração do solvente no seu interior. Quando a concentração de um solvente é a mesma tanto na solução quanto no interior da célula, ela é isotônica, e a célula não se altera.

Experimento

Ao mergulhar fatias de batata em diferentes concentrações de sal e de água, os estudantes podem observar os efeitos da osmose na flexibilidade e tamanho delas. Trabalhe com pelo menos três concentrações diferentes de sal e uma solução somente de água. Antes do experimento começar deixe os alunos tocarem as fatias e observarem sua flexibilidade inicial. Instrua-os a manter o controle cada uma, rotulando a concentração de sal que entrará. Isso proporcionará uma representação gráfica da alteração da batata após a experiência. Deixe algumas fatias expostas ao ar para proporcionar aos alunos a referência de flexibilidade no final. Mergulhe-as por 15 a 30 minutos. Quanto mais tempo elas absorverem, melhores os resultados. Evite o uso de sal iodado nessa experiência, pois ele reage com os carboidratos na batata e escurece-a. Os alunos podem confundir a descoloração como um efeito da osmose.

Resultados

As fatias não mergulhadas devem permanecer exatamente com a mesma flexibilidade do início da experiência. A evaporação pode torná-las ligeiramente mais flexíveis. Quando embebidas apenas em água, elas ficam menos flexíveis ou completamente rígidas. Com o aumento da concentração de sal as rodelas devem ficar visivelmente menores e enrugadas. Dependendo da quantidade de sal utilizada, os alunos serão capazes de despedaçar as fatias de batata entre os dedos. Após desmanchá-las, eles devem reconstituir a sua forma inicial para comparar o seu tamanho antes e após o experimento.

Conclusões

A solução somente de água era hipotônica. A água correu para dentro das células de batata e inchou a fatia. As solução salina era hipertônica. A água deixou as células da batata e fez com que elas diminuíssem. Quanto maior for a concentração de sal, mais água é puxada da fatia de batata, na tentativa de criar equilíbrio na solução.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível