Experimentos de refração da luz

Escrito por paul dohrman | Traduzido por sergio mosquim junior
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Experimentos de refração da luz
O arco-íris é um fenômeno da refração da luz (rainbow behind buildings image by timur1970 from Fotolia.com)

Refração da luz é quando a luz se dobra ao passar em uma curva através de uma interface entre dois materiais. É um fenômeno familiar aos pescadores, que veem suas linhas de pesca dobrarem na água. Vários experimentos podem ser usados para demonstrar a refração, incluindo um prisma para separar a luz nas cores do arco-íris.

Outras pessoas estão lendo

Tigela com água

Coloque uma moeda no fundo de uma tigela. Afaste-se até que a moeda pare de ser vista pela borda da tigela. Então, peça para alguém colocar água na tigela. Eventualmente, você será capaz de ver a moeda devido à mudança da luz enquanto a imagem da moeda passa obliquamente (em uma curva) através da superfície ar-água.

Lápis

Insira um lápis em um ângulo dentro de um copo com água. De cima, o lápis parece dobrado porque a refração ocorreu entre a interface água-ar. Mas quando você olha para o lápis pelos lados do copo, ele parece reto, porque a luz está passando por uma superfície de vidro.

Dos lados, você também pode olhar para cima através da superfície da água. Então, o lápis aparecerá torto, pois a luz da parte do lápis acima da água passou obliquamente através da superfície água-ar.

Jarra com água

Aqui está um experimento que mostra a refração de um raio de luz. Isso deve ser feito com as luzes apagadas para ver o raio. Coloque uma jarra com água em uma caixa de sapato. Acenda uma lanterna através de um buraco do lado da caixa. Posicione a jarra para que a luz entre nela obliquamente. O raio vai refratar duas vezes: uma quando entrar na jarra e outra quando sair. O ponto da água na jarra é para que o caminho da luz se torne mais visível.

A jarra pode ser ajustada para que a refração sobre ela desfaça a deformação da luz ocorrida quando esta sai da jarra.

Prisma e espectro

Como um experimento separado, a jarra de água pode ser substituída por um prisma. Passar um raio de luz por ela demonstra o famoso experimento de Isaac Newton de dividir a luz nas cores do arco-íris. Para dar tempo para as cores se espalharem, uma configuração diferente de uma caixa de sapato é preferível. Por exemplo, a fonte de luz pode ser trocada na caixa de sapato, iluminando através da fenda. O prisma seria posicionado para receber a luz. Então, uma folha de papelão ou uma parede pode servir como a tela de projeção para as cores.

Produção de espectro

Nos experimentos acima, o prisma e o jarro possuem um ponto de entrada e um ponto de saída para o raio de luz. Ainda, no experimento do prisma, um espectro do arco-íris foi produzido, mas, no experimento da jarra, não foi. As cores são separadas passando pela água, mas um prisma exacerba o fenômeno, refratando a luz duas vezes. Também a distância do prisma até a parede de projeção permite a separação das cores do espectro. A jarra permite a separação somente dentro dos confinamentos dela, especialmente se o ângulo do ponto de entrada e o do ponto de saída na jarra combinam bem.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível