Explicação sobre a histerectomia vaginal

Escrito por andrea helaine | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A histerectomia vaginal é um procedimento que remove o útero através da vagina. Isto é frequentemente feito por uma variedade de condições ginecológicas. A histerectomia vaginal requer menos tempo no hospital do que uma histerectomia tradicional. A histerectomia normalmente inclui a remoção do útero, colo do útero, ovários e trompas de Falópio, que são parte do sistema reprodutor feminino.

Outras pessoas estão lendo

Condições ginecológicas e riscos

Existem vários problemas que uma histerectomia pode precisar tratar, incluindo miomas, endometriose, câncer no sistema reprodutivo, prolapso uterino, sangramento vaginal anormal e dor pélvica crônica. Normalmente, existem várias opções de tratamento disponíveis antes que uma histerectomia vaginal seja realizada. Normalmente, a medicação e procedimentos cirúrgicos menos invasivos são implementados em um plano de tratamento antes de uma histerectomia vaginal. A possível exceção é o câncer ginecológico.

Como com qualquer procedimento, existem riscos a considerar antes de submeter-se a uma histerectomia vaginal. Os riscos incluem a perda de sangue ou coágulos, infecção ou uma reação aos anestésicos usados ​​durante a cirurgia. Pacientes que são obesos, têm pressão arterial elevada, diabetes e estão em maior risco para a cirurgia. Além dos riscos cirúrgicos normais, a localização do útero na pelve também significa que existe um risco de ferimentos a outros órgãos na zona abdominal e pélvica, tais como o intestino, bexiga e ureter.

Se você tem endometriose ou aderências pélvicas, o cirurgião pode precisar realizar uma histerectomia abdominal. Discuta os possíveis riscos com seu médico.

Antes, durante e depois de uma histerectomia vaginal

Se o seu médico recomendou que você se submeta a uma histerectomia vaginal, é importante reunir o máximo de informação possível. Pergunte ao seu médico sobre o procedimento, os riscos, o tempo de recuperação e o que você deve fazer antes. Ter todas as informações antes da histerectomia pode reduzir a sua ansiedade e ajudá-la a tomar uma decisão informada. Se você estiver tomando medicamentos ou vitaminas, é importante que o seu médico tenha conhecimento deles antes da cirurgia. Mesmo as ervas e vitaminas podem interagir com a anestesia e outros medicamentos no hospital. Descubra qual anestesia o seu cirurgião utilizará. Apesar da anestesia geral ser utilizada na maioria das vezes, é possível ter uma anestesia local durante o procedimento. Siga cuidadosamente os requisitos do seu médico sobre o jejum antes do procedimento e mande alguém ajudá-lo em casa e durante o seu tempo de recuperação.

Depois que você estiver sob anestesia, suas pernas serão colocadas em estribos, como fariam para um exame anual. Um cateter pode ser colocado através da uretra para anular a bexiga. A vagina é limpa com uma solução estéril antes do procedimento e m cirurgião fará uma incisão pequena em seu interior. Durante uma histerectomia vaginal, o cirurgião retirará o útero, os ovários, as trompas de falópio e a vagina superior. Todos os tecidos e vasos sanguíneos de ligação devem ser bem separados. O útero é removido através da vagina, e pontos dissolventes serão utilizados para reduzir o sangramento. Na chamada histerectomia radical, o cirurgião pode remover os linfonodos pélvicos, mas isso não acontece com frequência.

Após a cirurgia, haverá uma descarga de sangue durante vários dias, o que é normal. Após o procedimento, você não menstruará mais ou será capaz de engravidar. Se os seus ovários e trompas de falópio foram removidos durante o procedimento, você iniciará o período de menopausa. A secura vaginal e ondas de calor são comuns, e seu médico poderá receitar medicamentos para reduzir os sintomas. A maioria das mulheres sente-se bem dentro de uma semana e se recuperam em torno de uma a duas semanas. É importante não levantar nada mais de 9 quilos ou ter relações sexuais dentro de seis semanas após a cirurgia. Você deve contatar o seu médico se houver piora da dor ou se você sentir-se nauseada, começar a vomitar ou sangrar mais intensamente. Os efeitos emocionais de uma histerectomia vaginal diferem de paciente para paciente. É importante estar ciente de seus sentimentos e discuti-los com seu médico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível