Extrato de ginkgo biloba para glaucoma

Escrito por kate beck | Traduzido por pamela miranda
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Extrato de ginkgo biloba para glaucoma
Algumas pessoas usam extrato de folhas da árvore Ginkgo para tratar doenças como glaucoma (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O ginkgo biloba é extraído de uma árvore nativa chinesa clamada Ginkgo. Muitas pessoas usam este extrato, seja na forma líquida ou em cápsulas, para melhorar a memória e para tratar outros problemas da saúde. Muitas pessoas acreditam que este extrato ajuda no tratamento do glaucoma. Conhecer os benefícios do ginkgo biloba ajudará você a escolher o melhor tratamento para seu problema junto de seu oftalmologista.

Glaucoma

Na câmara anterior do olho, existe um fluido parecido com água, chamado humor aquoso, que alimenta as estruturas visuais vivas e que está constantemente fluindo para a corrente sanguínea através de um tecido poroso. Este fluido deve drenar de maneira apropriada para manter o equilíbrio natural do olho. Se isto não ocorrer, a câmara anterior do olho terá mais fluido do que o normal e isto aumentará a pressão ocular.

Com o passar dos anos, esta pressão aumentada no olho pode reduzir a quantidade de sangue que passa pelo nervo óptico (situado na parte de trás dos olhos), lhe causando danos. Este problema, chamado glaucoma, reduz a visão de maneira gradual e definitiva, levando finalmente à cegueira. Os médicos indicam colírios especiais para reduzir a pressão ocular, mas algumas pessoas preferem usar extratos de ervas, como o ginkgo biloba.

Usos

Até 2010, os investigadores ainda não tinham determinado se o uso do ginkgo biloba melhora ou previne o glaucoma, explica a Foundation of the American Academy of Ophthalmology. Você pode escolher o uso deste extrato para tratar seu problema de glaucoma, mas é muito importante que converse com seu médico a respeito, de modo que ele possa indicar os prós e os contras. Se decidir usar o extrato, seu médico indicará a quantidade apropriada para usar de maneira segura. Geralmente, a dose recomendada de ginkgo biloba oscila entre 40 e 80 miligramas, três vezes ao dia.

Efeitos colaterais

O uso do extrato de ginkgo biloba pode causar efeitos colaterais tais como dor de cabeça, perturbações gástricas, tonturas e reações na pele. Se estiver tomando anticoagulantes como Coumadin ou warfarin, avise seu médico, já que o uso do extrato pode aumentar o efeito anticoagulante destes remédios.

Tratamento tradicional

Seu oftalmologista recomendará o uso de colírio que reduz a pressão ocular, ou talvez combinará a medicação com extrato de ginkgo biloba se você quiser um tratamento mais natural. A principal função do tratamento é baixar rapidamente a pressão ocular para evitar danos na visão, e o extrato de ginkgo pode não ser tão rápido.

Considerações

Nunca deixe de usar os colírios indicados pelo seu médico. Se quiser usar o extrato de ginkgo, antes de começar a usá-lo, seu oftalmologista medirá sua pressão ocular enquanto estiver usando o colírio. Depois, quando começar a usar o extrato junto ao colírio, seu médico voltará a tomar sua pressão ocular para comparar e determinar se o extrato está produzindo benefícios em seu tratamento.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível