Faça você mesmo: bomba de calor geotérmica

Escrito por contributing writer | Traduzido por fabrício scaramello
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Faça você mesmo: bomba de calor geotérmica
As bobinas externas de uma bomba de calor podem ser enterradas de modo que o sistema seja usado em climas mais temperados (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Uma bomba de calor geotérmica é um sistema de aquecimento baseada na compressão e expansão que extrai energia térmica do solo em torno de um edifício para aquecê-lo ou resfriá-lo. Devido a uma restrição física, uma bomba de calor apenas pode aumentar a temperatura de cerca de 30 graus centígrados acima da temperatura ambiente. Isso faz com que as bombas de calor padrão sejam práticas apenas em climas subtropicais onde a temperatura raramente cai abaixo de 5ºC. Uma bomba geotérmica usa o solo como fonte de calor, que tem uma temperatura constante de 10°C a 15°C, o que significa que pode ser usado em climas mais temperados.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Pá ou retroescavadeira
  • Tubos de aço inoxidável de alta pressão
  • Válvula de expansão
  • Radiador
  • Porta de preenchimento de refrigerante
  • Compressor
  • Solda
  • Maçarico
  • Refrigerante

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Cave um grande buraco no chão perto do prédio usando uma pá ou uma retroescavadeira, se estiver disponível, ou se necessário, o uso de maquinário de grande porte. O furo tem que ser aproximadamente metade da largura do edifício e dois pés mais profundas do que a linha de congelamento local. Na maior parte do EUA continental, a linha de congelamento varia de 0,9 a 1,2 metros abaixo da superfície, mas é aconselhável entrar em contato com a sua agência governamental local para verificar a profundidade média para a sua área.

  2. 2

    Coloque o tubo flexível de aço fazendo ziguezague ao longo da terra no fundo do buraco. Porções paralelas dos tubos devem ser mantidas 60 cm afastadas umas das outras. O fundo do buraco deve ser de terra. Argila e areia também servem, mas se o fundo é rochoso, você deve encontrar um novo local ou você terá que adicionar 60 cm de terra antes de colocar o tubo, e ainda cobri-lo mais tarde, com 1,5 m a 2 m de terra.

  3. 3

    Leve uma extremidade do tubo flexível até o edifício e, em seguida, para dentro do sistema de ventilação. Prenda a porta de expansão do outro lado e prenda um pedaço de tubo de correr para o sistema de ventilação. O sistema de ventilação é muitas vezes localizado na dispensa, em edifícios comerciais, enquanto uma residência geralmente tem seu ventilador localizado no porão ou sótão. Se você não conseguir encontrá-lo, siga a tubulação dos ventiladores.

  4. 4

    Coloque o trocador de calor em frente ao ventilador. Ele deve encaixar acima da tubulação em frente ao ventilador sem fendas. Ligue-o na tubulação de modo a formar um sistema de ar comprimido.

  5. 5

    Conecte a tubulação que está ligada à válvula de expansão na saída do trocador de calor.

  6. 6

    Ligue a outra tubulação à porta de preenchimento do refrigerante e à saída do compressor.

  7. 7

    Ligue a saída do compressor, utilizando um pequeno pedaço de tubo, à entrada do trocador de calor. O compressor comprime o refrigerante, aquecendo-o. O calor irá ser distribuído para o edifício, através do trocador de calor, em seguida, o refrigerante passará pela válvula de expansão, resfriando-o à uma temperatura inferior à do solo.

  8. 8

    Solde cada junta da tubulação, usando o maçarico. Se estiver usando juntas flangeadas elas não precisam ser soldadas.

  9. 9

    Adicione o refrigerante através da porta de preenchimento, coloque-a dentro do buraco. O refrigerante fluirá através do tubo no solo, sendo aquecida até a temperatura do solo. Será, então, comprimido, aumentando sua temperatura. O líquido quente será resfriado pela ventoinha que ventila o trocador de calor e o resto do edifício. O líquido resfriado despressurizará, levando a temperatura abaixo da temperatura do solo. O processo se repete, formando um circuito fechado contínuo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível