Faça você mesmo: caminho no jardim

Escrito por hannah wickford Google | Traduzido por cibele pissi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Faça você mesmo: caminho no jardim
Caminhos trazem charme e elegância ao jardim (Thinkstock Images/Comstock/Getty Images)

Um caminho pode emprestar ao ambiente um pouco de interesse visual em qualquer jardim. Ele pode definir diferentes áreas do jardim ou levar a um ponto focal como uma área de estar, olho d'água ou pérgola. Caminhos no jardim podem ser feitos a partir de uma variedade de materiais de fácil acesso, podendo ser encontrados em qualquer centro de jardinagem local. Não é necessário ter habilidades especiais para criar um caminho simples, mas vai precisar de um pouco de força e resistência.

Outras pessoas estão lendo

Materiais

Uma ambientação mais rural pede um conforto casual no jardim. Pavimentação, pedras ou tijolos são adequados para o jardim de sua casa. Calçadas de pedra dão o toque rústico perfeito. A pavimentação vem em uma variedade de cores naturais que podem ser misturadas para deixar o visual ainda mais interessante. Caminhos de tijolos tendem a ser um pouco mais formais, mas o efeito pode ser atenuado com o plantio de flores nas bordas dele. Se houver grandes áreas de gramado em torno do jardim, considere a criação de um caminho dividido em seções, para acabar com a imensidão do verde.

Superfícies macias, como cascalho ou folhas são outras alternativas menos estáveis​​, mas muito rápidas e de fácil manuseio. Estes materiais só devem ser usados em caminhos que são projetados para apelo visual, e não para tráfego a pé. Eles nunca devem ser usadas perto das portas de uma casa de campo, pois os materiais serão facilmente levados para dentro. Passarelas que irão receber muitas pessoas caminhando por elas devem ser estáveis, relativamente niveladas, e o mais antiderrapante possível.

Aparência

Primeiramente, o caminho deve ser traçado com a funcionalidade em mente. Caminhos primários devem levar até as portas da casa, da rua ou até a calçada. Eles devem ser relativamente simples e fáceis de seguir. Passagens secundárias são aquelas que se ramificam a partir da passarela principal e levam a outros lugares no jardim. Estas passarelas podem seguir suaves e naturais curvas. Lynn Ocone, autor e colaborador convidado para "This Old House", diz que os caminhos retos podem fazer um jardim aparecer mais, enquanto caminhos sinuosos são bons para jardins longos e estreitos, chamando a atenção de um lado para outro.

Para traçar um caminho reto, coloque uma pequena estaca no chão e amarre um rolo de barbante nele. Caminhe até o ponto final da passarela e coloque outra estaca no chão. Puxe a corda firmemente e amarre-a na segunda estaca. Repita este procedimento para a outra extremidade da passarela, certificando-se de manter a mesma largura por toda parte. Para passarelas que serão curvas, use mangueiras de jardim ou outros materiais similares para fazer um desenho que saia do caminho.

Tamanho

As passarelas principais devem ser grandes o suficiente para acomodar duas pessoas caminhando lado a lado, cerca de 1,20 m. Caminhos secundários podem ser mais estreitos, geralmente com 90 cm de largura. Raramente utilizadas, passarelas terciárias podem ser um pouco mais estreitas e podem variar de largura.

Método

Uma vez que o caminho seja delimitado, usando barbantes ou mangueiras, borrife com um spray de cor clara no chão para seguir o caminho da corda ou mangueira e deixe secar. Meça a altura dos tijolos ou pedras que serão utilizados e adicionar 5 cm. Se estiver usando pedras grossas de 5 cm, use uma pá para cortar o solo com 12 cm ao longo de toda a linha pintada com spray. Use uma pá regular para remover toda a grama do solo entre as duas extremidades da passarela, criando uma vala profunda de 12 cm que tenha o comprimento e a largura do caminho. Mantenha a base o mais nivelado possível.

Use uma mangueira de jardim para molhar a área e use uma ferramenta de jardinagem para pressionar e apertar o solo, tornando-o o mais firme possível. Use tela de paisagem ou outro material de plástico ou de borracha para evitar que ervas daninhas cresçam, perturbando a passarela. Corte o material à largura da passagem e coloque-o ao longo do comprimento da vala do caminho, e cubra com 5 cm de areia. Use a ferramenta novamente para pressionar e comprimir a areia, certificando-se de que esteja o mais nivelado possível.

Comece fixando as pedras ou tijolos no padrão escolhido. Inicie usando os pedaços maiores primeiro e concentrar-se no meio da passagem. Mantenha o espaçamento entre as pedras ou tijolos o mínimo possível. Caminhe pela passagem para se certificar de que os materiais estejam nivelados e de fácil locomoção, especialmente se a passagem estiver em declive. Complete o caminho com as pedras ou tijolos restantes.

Aplique mais areia no caminho, certificando-se de que todas as lacunas estejam preenchidas, e use a ferramenta novamente para apertar tudo. Um pequeno pedaço de madeira também pode ser usado para conter a areia nas lacunas entre os tijolos ou pedras. Varra o excesso de areia.

Se estiver usando um material macio, como casca, bagaço ou cascalho, siga as instruções acima, exceto a parte de cavar a trincheira de 5 a 7 cm de profundidade e elimine a areia. Comprima o material e use um nível de carpinteiro, se necessário, para ter certeza de que a superfície esteja nivelada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível