Faça você mesmo um caminho de pedras que brilha no escuro

Escrito por heather lindsay | Traduzido por gabriel medinat
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Faça você mesmo um caminho de pedras que brilha no escuro
Caminhos de pedra ajudam as pessoas a não pisarem em locais com grama ou terra (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Um caminho de pedras que brilhe no escuro é uma adição útil e atraente em um trajeto pouco iluminado. Esta via também não precisa de eletricidade, o que a torna proveitosa em áreas onde não há tomadas elétricas. O produto químico fosforescente, aplicado no caminho, é recarregado em condições normais na luz do dia e pode brilhar no escuro, em qualquer lugar, durante 30 minutos ou até dez horas. Essas passagens iluminadas podem ser um pouco caras de se fazer, pois o fósforo de aluminato, que é usado na maioria dos pós de brilho, é um produto um tanto raro.

Outras pessoas estão lendo

Concreto

Pós que brilham no escuro podem ser adicionados ao concreto que está sendo usado na construção do caminho de pedras. A porcentagem recomendada, em volume, é de aproximadamente 15 % de pó para ser misturado com o cimento. A quantidade exata a ser utilizada vai depender não apenas do tipo específico de brilho em pó que você obtiver, mas também das instruções do produto, que devem ser disponibilizadas pelo próprio fabricante. Pós feitos com aluminato de terra tendem a iluminar muito melhor e a luz dura muito mais tempo se comparados àqueles feitos com uma base de zinco.

Argamassa

Ao construir mosaicos de ladrilho com métodos onde a argamassa é usada, o pó que brilha no escuro pode ser misturado a ela. Isto irá resultar em um brilho menor na área de superfície, mas ainda assim deve produzir um resultado satisfatório, especialmente se for usado pó de terra de aluminato. Este é um método prático de se usar caso você não queira tanta luz na área como haveria se a pedra inteira brilhasse. Ao usar uma argamassa que necessite de selante, certifique-se de que este produto adicional não contém quaisquer agentes bloqueadores da luz ultravioleta. O pó que brilha no escuro requer exposição à luz UV para ativar as propriedades fosforescentes.

Pintura

A pintura é a melhor opção quando a tinta é adquirida em uma empresa especializada em produtos que brilham no escuro. A tentativa de misturar pó fosforescente em tinta comum, na maioria das vezes, não produz os resultados desejados. Isto acontece porque as tintas normais muitas vezes contêm barreiras de UV, que bloqueiam a luz necessária para a ativação das substâncias fosforescentes. Além disso, estas tintas comuns também não possuem as propriedades de suspensão adequadas para a distribuição do pó de brilho de maneira uniforme, nem na mistura nem na superfície pintada, consequentemente. O corante da tinta normal pode interferir, ainda, na quantidade de luz que o pigmento luminoso recebe, prolongando significativamente o tempo de recarga dos fósforos, além de diminuir a quantidade de brilho emitida por eles. Os pós de terra de aluminato, que produzem um brilho melhor e mais duradouro, não se misturam bem a tintas à base de água. Por isso, evite este tipo de composição caso queira um brilho mais duradouro, a menos que esteja especificado que os aluminatos tenham sido especialmente revestidos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível