Fases da vida de um filhote de gato

Escrito por karen jackman | Traduzido por vanessa figueiredo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Fases da vida de um filhote de gato
A adaptação de filhotes de gatos em um novo lar, depois de retirados de suas mães, é menos estressante quando eles já têm mais ou menos 12 semanas de vida (Martin Poole/Digital Vision/Getty Images)

Dignos, independentes e afetuosos, os gatos têm sido amados e cuidados por humanos durante séculos. A lenda diz que o profeta muçulmano Maomé uma vez encontrou um gato dormindo sobre a sua túnica, tendo cortado um buraco nela em vez de incomodar o sono do animal. As mudanças mais dramáticas na vida de um felino acontecem no primeiro ano de vida. Esse período é dividido em fases. O tempo dessas fases pode variar de filhote para filhote.

Do nascimento aos 21 dias

Os filhotes de gatos nascem cegos e dormem durante os dois primeiros dias após o nascimento. Os seus olhos não abrem até que completem 10 dias de vida. Os canais auriculares dos gatinhos ainda não estão formados durante os primeiros dias após o nascimento, mas eles podem ouvir alguns sons. Os recém-nascidos possuem um "reflexo natural", o qual possibilita que eles achem a fonte de sua comida -- tanto a mamãe gato ou uma mamadeira de leite felino dada pelo seu cuidador humano. Os gatinhos precisam ser amamentados por outra mãe ou serem alimentados com leite felino dentro de 24 horas após seu nascimento. É vital manter os filhotes de gato aquecidos enquanto estão bem novinhos e a área onde eles ficam deve ser mantida a uma temperatura entre 29 e 32 graus Celsius.

Semanas 3 e 4

A mãe cuida totalmente de seus filhotes até que eles completem 3 semanas de vida. Depois de 25 dias, os gatinhos são desmamados e começar a se alimentar com comidas sólidas. O desmame é normalmente feito depois de 7 semanas. Os gatinhos podem também evoluir de caminhadas a corridas durante essa fase. Eles começam a cavar ou arranhar coisas soltas ou sujeiras. Os filhotes de gatos começam a mostrar os primeiros sinais de comportamento predatório. A mãe reduz a amamentação para períodos mais curtos e encoraja os seus filhotes a aprenderem a caminhar e a se arriscarem fora do ninho. À medida que os gatinhos correm mais, as mamães gato usarão um sinal para chamar atenção daqueles que foram mais longe.

Semanas 4 a 12

Essa é a fase de socialização e os filhotes de gatos devem ter várias experiências positivas com humanos, outros gatos e outras espécies de animais. Muitas pessoas acham que os gatinhos estão prontos para a adoção a partir de 6 semanas. Isso é uma falácia, já que os gatinhos precisam de bastante tempo de socialização com suas mães e seus irmãos. A melhor época para adotar um gatinho é por volta dos três meses. A partir dessa idade, eles tiveram tempo suficiente para brincar com seus irmãos e aprenderam lições vitais com sua mãe. Um bom relacionamento com humanos poderá ser desenvolvido. Aos 3 meses, os filhotes de gatos devem ter sido vacinados e terão sistemas imunológicos mais fortes.

Seis aos 12 meses

Os gatos jovens se tornam sexualmente maduros por volta dos 6 meses. As características sexuais secundárias aparecem, como pelos mais grossos em volta dos pescoços dos machos, comportamento territorial e comportamento associado com o acasalamento. A castração de fêmeas ou a esterilização de machos ocorre por volta dos 6 meses de idade. Um gato castrado significa uma menor incidência de câncer mamário e de questões relacionadas ao cio felino. Os benefícios da esterilização são: redução do comportamento agressivo nos machos e da marcação de território com urina.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível