Mais
×

Fatos curiosos das últimas 7 Copas do Mundo

Getty Images

Introdução

A Copa do Mundo é um evento esportivo que acontece a cada quatro anos. A primeira foi no Uruguai, em 1930. Naquele tempo, a bola era tão dura que os jogadores usavam uma proteção na cabeça. São muitas histórias, dados estatísticos e comemorações inesquecíveis para os amantes do futebol. Os últimos sete mundiais aconteceram nos seguintes países: África do Sul (2010); Alemanha (2006); Coreia do Sul e Japão (2002); França (1998); Estados Unidos (1994), Itália (1990) e México (1986). Você sabe o que de mais curioso aconteceu durante essas competições? Contamos tudo nos próximos slides.

peppi18/iStock/Getty Images

Nasce a "ola" em 1986

Hoje é comum fazer a "ola" durante uma partida de futebol, seja para celebrar um gol ou simplesmente para animar o jogo. Esse costume surgiu no México, durante a Copa de 1986. Não foi uma manifestação espontânea dos torcedores, mas uma estratégia publicitária de uma popular marca de refrigerante.

bolavip.com

A mão de Deus

Foi também na Copa do Mundo de 1986 que se registrou o gol mais polêmico da história do futebol. A pontuação foi marcada pelo jogador Diego Armando Maradona durante o jogo entre Argentina e Inglaterra. Consideraram como válido o gol do argentino que foi marcado com ajuda da mão, jogada proibida no futebol. Apesar da polêmica, o argentino deleitou os fanáticos com um gol espetacular e que será lembrado por muitos anos.

forza27.com

Um primeiro tempo com 8 minutos a mais

Em uma partida de futebol oito minutos podem parecer eternos, principalmente quando o time que está ganhando quer que termine logo o primeiro tempo para ir ao vestiário descansar. Na Copa do Mundo de 1990, na Itália, o acréscimo do primeiro tempo do jogo entre Argentina e o país anfitrião durou oito minutos a mais que o previsto. Isso porque o árbitro Michel Vautrot esqueceu de olhar o relógio.

Getty Images

Sem gols

O jogo final da Copa do Mundo de 1994 foi entre Brasil e Itália, que terminou sem gols. Essa foi a primeira vez na história da competição que o vencedor ganhou nos pênaltis. Na base de muita emoção, o Brasil foi a seleção ganhadora, com o placar de 3 x 2. Foi também durante essa Copa que os árbitros deixaram de usar as tradicionais camisas negras para incorporar as de cores verde, vermelho e amarelo.

footretro.blogspot.com

Gol de ouro

Foi na Copa de 1998, na França, que a expressão "gol de ouro" foi criada. No jogo entre França e Paraguai, o jogador francês Laurent Blanc fez o gol da vitória na prorrogação, também chamada de "morte súbita". Alguns anos depois, em 2004, o "gol de ouro" deixou de ser usado para definir o vencedor de uma partida.

e.imguol.com

1 jogador, 2 partidas, 6 gols

Se fazer um gol não é nada fácil, conseguir três em uma mesma partida é uma façanha que poucos jogadores conseguem. Ainda na Copa de 1998, o jogador Gabriel Batistuta se tornou o único argentino a fazer três gols em um mesmo jogo durante duas competições diferentes. A primeira vez foi quando estreou na seleção e fez três gols no jogo entre Argentina e Grécia, em 1994. Já na segunda o argentino goleou a Jamaica.

Chung Sung-Jun/Getty Images News/Getty Images

2 países, 1 mundial

Em 2002, os jogos da Copa do Mundo aconteceram em dois países asiáticos: Japão e Coreia do Sul. Durante a competição, suspeitou-se que alguns árbitros favoreciam os times locais. Isso porque Coreia foi o primeiro país asiático a chegar às semifinais. Além disso, a zebra mais surpreendente do Mundial foi a derrota da França para Senegal já no jogo inaugural da competição.

kinemero/iStock/Getty Images

Cartão amarelo para dar e vender

Durante o jogo entre Holanda e Portugal no Mundial de 2006 (Alemanha), o cartão amarelo foi mostrado 16 vezes e quatro jogadores foram expulsos. Essa foi considerada a partida mais violenta de todas as Copas, deixando o árbitro russo Valentín Ivanov bastante ocupado. Os jogadores expulsos foram os holandeses Boulahrouz e Van Bronckhorst, e os portugueses Costinha e Deco.

mundial2010.elsalvador.com

3 irmãos e 1 seleção

Jerry, Wilson e Johnny Palacios foram os primeiros três irmãos a jogar juntos em uma mesma seleção de futebol. Isso aconteceu na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Esses hondurenhos nasceram em uma família de futebolistas e jogar juntos em um Mundial foi um privilégio inesquecível. Já os irmãos Kevin-Prince e Jerome Boateng foram os primeiros a defender duas seleções diferentes: o primeiro jogou na seleção de Gana e o segundo, na da Alemanha.

media.cleveland.com

8 gols e muitas exigências

Espanha foi o oitavo país a ser campeão em uma Copa do Mundo, conseguindo a façanha com oito gols. Não há dúvida de que o oito foi o número da sorte para os espanhóis no Mundial de 2010. Já a Argentina foi a seleção mais exigente da competição, com solicitações um pouco exageradas: os quartos dos jogadores pintados de branco; 14 saladas diferentes para serem servidas durante as refeições; sorvete disponível todos os dias.