×
Loading ...

Do que eram feitas as primeira casas na Mesopotâmia?

A Mesopotâmia, a terra entre dois rios, existia na região onde hoje se encontra o Iraque, e evidências arqueológicas apontam a área como o local onde surgiram as primeiras cidades, ou seja, a primeira civilização. Essas primeiras cidades, como Ur, Suméria, e Babilônia, surgiram entre 4000 e 3500 antes de Cristo, e eram o centro a vida Mesopotâmica, e portanto o centro de várias investigações arqueológicas desde o período Vitoriano, que acumularam evidências sobre a construção dessas cidades e das primeiras vilas.

A construção de Babel (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Vilas e cidades

Vilas agrícolas foram estabelecidas quando tribos nômades decidiam assentar-se, domesticar animais e cultivar plantações, ao invés de se mover com o passar das temporadas. Suas casas eram feita de barro, e eram muitas vezes destruídas quando transbordavam os dois rios, Tigre e Eufrates, mas o progresso com técnicas de irrigação permitiu que a agricultura perseverasse, e com isso, que a população se multiplicasse. Vilas se tornaram cidades, e as técnicas de construção também melhoraram com a invenção de tijolos com tamanho padronizado, embora barro ainda fosse o material mais usado nas construções.

Loading...

Porque tijolos de barro

O clima e os recursos disponíveis era o que ditava quais os métodos possíveis para se construir de forma rápida e barata, e o material mais abundante disponível na Mesopotâmia foi usado - barro. Em algumas áreas da Mesopotâmia, principalmente no sul, madeira e pedras eram escassas, mas barro estava disponível em todo local, permitindo que fossem criados tijolos de barro, moldando e os temperando com grama ou estrume, e os deixando secar ao sol. Alguns tijolos eram aquecidos com fogo para os deixarem mais resistentes contra a chuva ou as enchentes, mas esses tijolos eram mais comuns em construções públicas do que em casas individuais. Construções públicas em Ur também usavam piche para segurar os tijolos, o que era uma comodidade mais cara, e portanto muito menos usada em casas particulares; para essas, barro era usado como argamassa e reboco para as paredes.

Outros materiais

Madeira e pedras foram usadas em conjunto com os tijolos de barro nas regiões onde eram mais comuns; a madeira era usadas para criar portas, varandas e suportes, e as pedras, ou argila, eram usadas para criar drenos ou batentes para as portas, que tinham o formato côncavo para segurá-las no local. Construções importantes como templos e zigurates eram enfeitados com esses materiais mais caros, demonstrando sua importância para os habitantes e visitantes das cidades Mesopotâmicas.

Evidência dos materiais

As cidades de Ur, Suméria e Babilônia, entre outras, providenciaram uma evidência visual das técnicas de construção e seus materiais, e embora a fragilidade dos tijolos de barro signifique que grande parte da cidade desapareceu com os passar dos anos, a evidência que resistiu é mais que o suficiente para se ter uma visão firme de como foram construídas essas cidades. Tábuas de argila que documentavam os padrões para construção de tijolos, bem como a quantidade necessária para completar uma construção, também foram descobertas.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...