Como é feito o implante de um cateter para quimioterapia com câmara?

Escrito por rosanne knorr | Traduzido por marcos vinicios de araújo barros
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Um cateter para quimioterapia com câmara deve ser usado quando uma pessoa precisa receber infusões regulares com drogas quimioterápicas e passar por coletas de sangue para exames. Ele facilita esse trabalho sem que o paciente precise tomar várias agulhadas. A câmara do dispositivo tem um cateter propriamente dito que é ligado à veia. Existem vários modelos de cateteres para quimioterapia disponíveis para atender às necessidades médicas. Eles são feitos em diversos diâmetros e comprimentos e de diferentes tipos de materiais.

Outras pessoas estão lendo

Cirurgia ambulatória

O cateter é colocado sob a pele por um cirurgião ou radiologista intervencionista durante uma pequena cirurgia que dura cerca de uma hora. Durante o procedimento, o paciente provavelmente irá receber uma anestesia local, chamada de sedação consciente, e terá os sinais vitais monitorados. Particularmente, a implantação do cateter não causa muita dor. No entanto, é possível que um individuo ou outro sinta um pouco de desconforto após a cirurgia, mas geralmente isso é resolvido facilmente com doses de analgésicos fracos.

O procedimento propriamente dito

O cateter subcutâneo é colocado na parte superior do peito ou do braço através de uma ou duas incisões. A posição mais comum é no alto do peito, abaixo da clavícula e em um ponto que seja menos suscetível a sofrer irritações por causa das atividades diárias normais. O ponto de incisão feito tem aproximadamente 5 cm de comprimento e para fechá-lo os médicos costumam dar pontos, usar fita especial ou cola cirúrgica. Após o procedimento, o cirurgião pode pedir um raio X da área que recebeu o cateter para ter certeza que ele está no local adequado. Os pacientes se recuperam rápido, mas mesmo assim é pedido repouso por pelo menos por um dia. Passado esse tempo, é possível retornar as atividades, exceto levantar pesos.

Recomendações pós-cirúrgicas

Depois que todos os procedimentos estiverem devidamente concluídos, os pacientes devem receber instruções completas sobre os cuidados que devem ter com o dispositivo e como evitar a contaminação ou infecção bacteriana dele. Será explicado sobre certos cuidados especiais como fazer a lavagem do cateter com soluções que impedem a formação de coágulos sanguíneos. O dispositivo pode permanecer no local por meses ou vários anos e ser removido quando não tiver mais necessidade de usá-lo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível