Mais
×

Festivais tradicionais da América Latina

Atualizado em 23 março, 2017

Um grande número de festivais é realizado anualmente em toda a América Latina. Muitos deles são baseados em festivais indígenas e outros são uma mistura de práticas indígenas e feriados católicos. Algumas festas, como o Carnaval, são praticadas em toda a América Latina, e outras são comemoradas apenas em um país ou região. Todos os festivais tradicionais são imbuídos com um forte estilo latino-americano.

Muito festivais tradicionais da América Latina incluem fantasias como parte das festividades (costume au carnaval de venise image by olivier harand from Fotolia.com)

Carnaval

O Carnaval é comemorado de alguma forma na maioria dos países latino-americanos. Ele ocorre nos quatro dias antes da quarta-feira de cinzas e é uma época de celebração e festas antes do início do jejum da Quaresma. No Rio de Janeiro, Recife e Olinda, cidades brasileiras, o carnaval é um grande evento. As escolas de samba competem em concurso de músicas, e os desfiles, as procissões e os bailes de carnaval que são realizados duram a noite toda. As fantasias são uma grande parte do carnaval no Brasil; as pessoas se vestem com trajes elaborados para competir e participar de muitos desfiles. Os bailes geralmente envolvem fantasias, e as pessoas costumam usá-las até mesmo nas festas de rua.

Fiesta de la Virgen de la Candelaria

A Fiesta de la Virgen de la Candelaria ocorre no dia 2 de fevereiro no Peru, Bolívia, Chile, Venezuela e Uruguai. O festival é especialmente popular no Peru, sendo uma mistura de tradições indígenas e católicas. A Virgem da Candelária está associada com o nascimento do Império Inca, o Lago Titicaca e um culto tradicional inca. Quando o catolicismo foi trazido para a América Latina, a Nossa Senhora da Luz tornou-se uma santa católica. A festa inclui procissões e danças, bênçãos de padres e música. A Virgem da Candelária é a santa padroeira de In Puno, Peru, e o festival é comemorado nesse local com bênçãos e danças fantasiadas que podem durar a noite toda.

Inti Raymi

O Inti Raymi era originalmente celebrado em Cuzco, Peru, pelos incas, que se reuniam para homenagear o deus do sol e sacrificar animais para garantir boas colheitas. Os celebrantes jejuavam por dias antes do festival e depois comiam um banquete pródigo no grande dia. Os espanhóis proibiram a celebração, mas agora este é um dos maiores festivais da América Latina. O festival começa em 24 de junho e dura uma semana, durante a qual feiras, música ao vivo, danças de rua e peças históricas são conduzidas. O principal dia do festival é dia de solstício, que inclui uma procissão de sacerdotes incas ao Templo do Sol, bênçãos cerimoniais incas e o sacrifício de uma lhama branca.

Festa de Iemanjá

O festival de Ano Novo da Festa de Iemanjá é comemorado no Rio de Janeiro e está associado a Iemanjá, a deusa da água, na religião tradicional brasileira de Umbanda, que é uma mistura de tradições religiosas africanas, latino-americanas e europeias. Durante o festival, presentes de flores, perfume e arroz são colocados em minúsculos barcos e são lançados à deriva no mar como oferendas. Fogos de artifício, música e dança de fim de noite fazem parte das festividades. Em Salvador, a Festa de Iemanjá é comemorada em 15 de agosto e envolve bênçãos à deusa e ritos religiosos de Umbanda.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article