Como um feto é medido?

Escrito por jen drake | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como um feto é medido?
Fetos são tipicamente medidos por ultrassom (pancia image by CORRADO RIVA from Fotolia.com)

Médicos usam dois métodos básicos para medir fetos: altura uterina e ultrassom. Medir a altura uterina da mãe é uma técnica que emprega pouca tecnologia e estima o tamanho do feto. A maioria das mulheres grávidas passa por pelo menos um ultrassom. Através dele, um técnico consegue medir vários aspectos de um feto para determinar seu tamanho e desenvolvimento total.

Outras pessoas estão lendo

Altura uterina

Embora opções altamente tecnológicas permitam que o feto seja medido precisamente, alguns médicos optam por não usar tais técnicas em mulheres com gravidez fora de risco. Ao invés disso, eles medem a altura uterina da mãe e usam esse valor como uma aproximação do tamanho fetal. Para medir a altura uterina, o médico utiliza uma fita métrica para medir a distância do topo do útero da mãe até o osso púbico. Uma vez que a mulher está no seu segundo e terceiro trimestres, a altura uterina em centímetros deve ser, de modo geral, igual ao número de semanas de gestação. Então, uma mulher com 28 semanas de gestação deve ter uma altura uterina de 28 centímetros. Nesses casos, os médicos conseguem dizer se o feto está crescendo apropriadamente e não exigem que a mulher passe por mais testes. Contudo, a altura uterina fornece apenas uma estimativa do tamanho fetal. Já existem tecnologias mais avançadas para dar uma avaliação mais precisa da saúde do feto (veja referência 1).

Tecnologia de ultrassom

Enquanto algumas gestantes podem não fazer nenhum ultrassom durante a gravidez, hoje em dia a maioria dos médicos opta por fazer pelo menos um ultrassom anatômico por volta do quarto mês e meio de gestação. Mulheres grávidas podem passar por um ultrassom transvaginal no início da gravidez. Essas ultrassonografias localizam o embrião e garantem que ele está no local correto do útero. Mais frequentemente, mulheres fazem testes tópicos de ultrassom na metade da gestação, que usam ondas sonoras para obter imagens visuais do feto. Técnicos podem usar essas imagens geradas pelo computador para tirar medidas do feto (veja referência 2).

Comprimento da cabeça às nádegas

Durante um ultrassom, o técnico mede o feto de diversas maneiras. A mais comum e significativa é o comprimento da cabeça às nádegas. Essa medida pode estimar a idade gestacional e determinar se o feto está crescendo no ritmo adequado. Tipicamente, essa medida é uma avaliação precisa, dentro de uma margem de cinco dias, da idade gestacional real (veja referência 3).

Outras medidas importantes

O diâmetro biparietal é outra medida importante do desenvolvimento fetal, que mede a distância entre os dois lados da cabeça. Essa medida é mais precisa no início da gravidez, já que os fetos progridem em ritmo diferente no último trimestre da gestação. Os médicos também medem o comprimento do fêmur e circunferência abdominal via ultrassom, para garantir que o bebê está se desenvolvendo apropriadamente. Alguns problemas descobertos durante um ultrassom podem ser tratados antes do nascimento da criança (veja referência 4).

Medidas menos comuns

Mulheres que têm uma gravidez considerada "de alto risco" provavelmente passarão por uma bateria de testes adicionais durante a gestação. Elas são frequentemente testadas quanto a doenças incomuns e problemas com o feto. Médicos testam os fetos em alto risco usando medidas menos comuns que servem como indicadores de doenças raras. Por exemplo, técnicos de ultrassom medem o diâmetro do saco vitelino no início da gravidez. A ausência dessa estrutura indica morte fetal, e um saco vitelino anormalmente grande indica potenciais problemas severos. Outras medidas menos comuns são o saco gestacional e a circunferência da cabeça (veja referência 4).

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível