Saúde

Por quanto tempo uma pessoa pode ficar com um respirador?

Escrito por virginia a. gorg | Traduzido por lara scheffer
Por quanto tempo uma pessoa pode ficar com um respirador?

Médicos tentam retirar a pessoa do aparelho o mais rápido possível, para evitar os possíveis efeitos negativos, a longo prazo

Pixland/Pixland/Getty Images

Um respirador pode ser usado a longo ou a curto prazo. Não há limite de tempo específico para que um paciente fique entubado. No entanto, os médicos tentam retirar a pessoa do aparelho o mais rápido possível, para evitar os possíveis efeitos negativos, a longo prazo. Entender os motivos da entubação e os possíveis efeitos do uso prolongado de um respirador permite que o paciente e sua família façam as melhores escolhas.

Outras pessoas estão lendo

Considerações

Como um dispositivo médico de curto prazo, um respirador mecânico é utilizado durante cirurgias. O uso a longo prazo é quando uma pessoa está em coma e incapaz de respirar sozinha. Isso geralmente acontece após um acidente ou uma emergência médica.

Remoção

Após um acidente e ao começar a se recuperar, a pessoa é removida do respirador dentro de algumas horas, dias ou semanas. O processo é gradual, até que a condição médica do paciente seja estável e então ele deve ser capaz de respirar sozinho.

Efeitos a curto prazo

Uma pessoa que foi entubada é incapaz de falar, porque o tubo do respirador passa pelas cordas vocais. A dor de garganta é o efeito colateral mais comum após o uso de um respirador artificial a curto prazo.

Efeitos a longo prazo

A desidratação é comum, pois a pessoa não consegue beber ou engolir sozinha, de forma que é necessária a introdução de fluidos através de um tubo de alimentação. Há a possibilidade da ocorrência de infecções, devido ao influxo de germes no organismo através do dispositivo de respiração. Um estudo feito pela Pennsylvania School of Medicine mostra que a "atrofia muscular" começa "após oito horas" quando um paciente está entubado. Outros sintomas podem incluir o colapso dos pulmões ou danos aos órgãos e efeitos colaterais de vários medicamentos.

História

O "pulmão de ferro" foi introduzido pela primeira vez na sociedade médica em 1927. O dispositivo forçava o ar para dentro e para fora dos pulmões do paciente, prolongando sua vida.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media