Ficha técnica da réplica da guitarra de Eddie Van Halen

Escrito por peter williams | Traduzido por william ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Ficha técnica da réplica da guitarra de Eddie Van Halen
Guitarra (Photodisc/Digital Vision/Getty Images)

Em meados de 1970, antes de se tornar uma lenda do rock 'n' roll, Eddie Van Halen não tinha dinheiro para comprar o tipo de guitarra que ele queria. E, de qualquer forma, a guitarra que ele queria não existia — então ele mesmo a fez. Na tentativa de combinar o visual e características de uma Fender Stratocaster com o som clássico das guitarras Gibson, como a Les Paul e a SG, ele colocou um captador Humbucking em um corpo de uma Charvel Strat-shaped e a guitarra "Frankenstein" nasceu. Em 2007, Eddie Van Halen, em conjunto com a Fender Custom Shop, lançou a réplica da "Frankenstein" em uma edição limitada de 300 guitarras, todas elas com especificações extremamente fiéis à original.

Outras pessoas estão lendo

Corpo e braço

Eddie Van Halen comprou o corpo Ash original por R$ 100 e o braço em bordo por R$160. A réplica apresenta um corpo Ash tal como a original. O braço bolt-on maple possui 21 trastes jumbo e tarrachas Schaller, que Van Halen adicionou posteriormente ao braço, após o braço de sua primeira "Frankenstein" quebrar. O braço da réplica é inacabado e esteticamente desgastado, para que ele apareça bem usado, assim como o resto da guitarra, que ainda vem com um captador Floyd Rose, com comprimento de escala de 65cm e é amarrada com cordas nos seguintes tamanhos: .009, .011, .016, .026, .036 e .046.

Eletrônicos

Embora o corpo Strat-style tenha sido direcionado para três captadores single-coil, Van Halen, como se conhece muito bem, esculpiu um buraco de captador maior para um Humbucker. A réplica recebe o mesmo tratamento e inclui um captador Seymour Duncan Custom na posição da ponte. Mesmo as partes que não funcionaram no original foram duplicados na réplica: o captador single-coil unwired na posição do braço e a chave seletora do não funcional captador three-way. E o controle do potenciômetro—para o volume— é coberto com um botão de plástico que diz "Tone" (tom), assim como a de Van Halen.

Estética

O mesmo esquema de pintura em vermelho, branco e preto enfeitam o corpo da réplica. Desde quando Van Halen começou a prender com frequência um cigarro sob as cordas do braço de sua guitarra, o cabeçote da réplica apresenta marcas de queimadura de cigarro, assim como a original. O botão de volume é montado sobre um escudo preto. As costas, frente e lados estão desgastadas do mesmo jeito e nos mesmos lugares da guitarra de Eddie.

Peculiaridades

Van Halen prendeu uma moeda (1971) sob o captador original e parafusou-a. É melhor para manter a ponte no lugar e manter a guitarra afinada. A réplica possui uma moeda fixada no lugar— claro que é uma moeda de 1971. O mesmo tipo de parafuso é usado ​​para segurar a correia, como na guitarra original. Quanto à parte de trás, a réplica tem o mesmo tipo de refletores que Van Halen comprou em uma parada de caminhões e aplicou à sua guitarra.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível