O que fazer quando meu filho agride outras crianças

Escrito por lisa baker | Traduzido por etelvina siegel
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que fazer quando meu filho agride outras crianças
Agressões entre crianças podem ser só uma fase (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

É entediante quando seu filho agride outras crianças, mas é até bastante normal que ele atravesse essa fase. Ela ocorre frequentemente quando as crianças pequenas não têm suficientes capacidades verbais de expressar sua frustração, raiva ou desejo social de se aproximar. Embora seu filho continue a agredir outra criança ocasionalmente até que ultrapasse essa fase, existem outras providências que você pode tomar para minimizar a situação.

Outras pessoas estão lendo

Prevenir as agressões

A prevenção é bem melhor do que a punição e é frequentemente mais fácil do que remediar. Preste atenção aos momentos mais prováveis de agressão e tente compreender a motivação disso. Seu filho bate por frustração quando as outras crianças tiram seus brinquedos ou quando descem no escorrega antes dele? Se a agressão for originada por uma frustração, determine as situações agravantes e se mantenha por perto se alguma delas for eminente. Se você estiver atento, notará se, por exemplo, ele fica de olho no brinquedo de outra criança. Ao invés de esperar que ele se aproxime e tire o brinquedo, chame-lhe a atenção dizendo: "Aquele menino está brincando com aquele brinquedo agora. Você quer brincar com outro?". Se os outros pais estiverem de acordo, aproveite a oportunidade para ensinar às crianças como revezar ou partilhar, se forem mais velhos (as crianças mais novas geralmente entendem melhor o revezamento do que o partilhar).

Se seu filho não aparenta estar frustrado ou chateado quando agride, ele pode simplesmente agredir por desejo de se conectar a outras crianças. Algumas crianças agridem como troca social, pois não são capazes de se expressar verbalmente. Se seu filho estiver em uma creche e se levantar para agredir outras crianças, ele pode estar tentando dizer olá. Observe isso atentamente e ajude-o a cumprimentar as outras crianças de forma adequada — abraçando-os, acenando ou dando um toque de mãos. Isso o ensinará a ter a ligação física e social que deseja sem agredir.

Você também poderá prevenir muitos problemas disciplinares assegurando-se de que seu filho esteja bem alimentado e descansado. Crianças com fome e cansadas se tornam irritáveis depressa e têm maior probabilidade de demonstrar um comportamento inadequado. Mantenha uma rotina de sono constante que se enquadre nas necessidades de seu filho e tenha sempre pequenos aperitivos por perto. Assim, você poderá prevenir muitos problemas disciplinares que sejam sintoma da irritabilidade física.

Responda adequadamente

Apesar de todas as medidas preventivas, haverá momentos em que seu filho irá agredir outras crianças. Responda rapidamente e de forma consistente. Ensine a ele que esse comportamento é inadequado, mas nunca perca seu temperamento batendo ou gritando. Retire seu filho da situação para criar distância entre as crianças e demonstre empatia perguntando se ele está bem e pedindo desculpas em seu nome. Compreenda os sentimentos do seu filho e lhe diga firmemente que bater não está certo. Você pode dar a ele um breve tempo de descanso (não mais do que um minuto por cada ano de idade) ao fazê-lo se sentar em um local específico por um minuto para se acalmar ou segurando-o em seu colo.

Uma vez calmo, explique-lhe que as outras crianças ficam chateadas quando são agredidas. Ofereça sugestões para o que ele pode fazer quando está chateado, como pedir ajuda ou expressar verbalmente a sua raiva. Ele poderá não ser capaz de implementar estratégias melhores de imediato, mas eventualmente irá tentar diferentes métodos desde que você os relembre de forma consistente. Mostre o quão chateadas as outras crianças aparentam estar e dê ao seu filho a oportunidade de pedir desculpas. Não force um pedido de desculpa não sincero, mas fale sobre os sentimentos da criança agredida para dar ao seu filho a oportunidade de experienciar empatia, o que poderá motivá-lo a se desculpar.

Procure ajuda se necessário

Se seu filho continua a agredir outras crianças e demonstra outros comportamentos agressivos, isso pode ser mais do que apenas uma etapa do desenvolvimento. Se seu filho de idade escolar tem ataques de raiva descontrolada de forma regular, ou se você sente que o comportamento dele está constantemente fora de controle, fale com seu pediatra sobre como procurar mais ajuda.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível