Como a finasterida afeta a testosterona?

Escrito por g.d. palmer | Traduzido por marina pastore
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como a finasterida afeta a testosterona?
A finasterida pode ser usada para tratar perda de cabelo (the man image by Andrey Andreev from Fotolia.com)

A finasterida é uma droga anunciada como tratamento para aumento benigno de próstata. Ela tem a função de reduzir os riscos de retenção urinária e de aumentar as chances do paciente evitar intervenções cirúrgicas. A droga também é usada para tratar queda de cabelo em homens; há alguns efeitos sobre os níveis de testosterona, no entanto, e sua aplicação pode causar efeitos colaterais desagradáveis ou perigosos.

Outras pessoas estão lendo

Desempenho sexual

O tratamento com finasterida leva a um aumento na testosterona no sangue, um hormônio masculino que afeta o desempenho sexual e a libido. Homens que tomem esta droga devem estar cientes de que podem sofrer de impotência e libido diminuída, problemas para ejacular e desempenho sexual anormal. Estes sintomas sozinhos não são perigosos, mas um fraco desempenho sexual pode prejudicar relacionamentos já existentes e contribuir para quadros de depressão e de alterações de humor.

Seios

De acordo com o RxList, um número significativo de homens passam por aumento dos tecidos dos seios ao usar finasterida. Mudanças nos níveis hormonais podem causar crescimento anormal, e 0,4 porcento dos homens tratados com a droga sofreram de crescimento mamário no primeiro ano, em comparação com 0,1 porcento de afetados pelo quadro entre homens que não usam a droga. O número aumentou para 1,8 porcento entre dois e quatro anos - 1,1 porcento no grupo de controle. Homens podem também passar por dores e inchaço no tecido mamário do peito. Um pequeno número de homens, quatro em um universo de mil e quinhentos, anuncia ter desenvolvido câncer de mama relacionado à terapia.

Pressão sanguínea

Alterações hormonais causadas por tratamento com finasterida pode causar problemas no fluxo sanguíneo. Isto pode contribuir para a dificuldade de ereção de que muitos homens sofrem. Elas podem causar também hipotensão postural, uma diminuição da pressão sanguínea que ocorre quando a pessoa vai de uma posição à outra. Homens que sofram deste efeito colateral podem sentir tonturas ou desmaios. Em casos raros, baixa pressão sanguínea pode causar quedas perigosas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível