Fisiopatologia da doença renal crônica

Escrito por leigh a. zaykoski | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Fisiopatologia da doença renal crônica
Fisiopatologia é um termo médico usado para descrever as mudanças funcionais que ocorrem devido a uma doença (Ryan McVay/Photodisc/Getty Images)

Fisiopatologia é um termo médico usado para descrever as mudanças funcionais que ocorrem durante o curso de uma doença ou condição médica. A fisiopatologia da doença renal crônica faz com que seja difícil manter o funcionamento dos rins.

Outras pessoas estão lendo

Mudanças funcionais

A doença renal crônica faz com que seja difícil para os rins filtrar os resíduos do sangue, manter os níveis normais de eletrólitos e eliminar o excesso de líquidos do corpo.

Importância

Conforme o funcionamento dos rins diminui, os produtos que deveriam ser excretados se acumulam no sangue, podendo causar náusea, vômitos, coceira, fraqueza e fadiga. Esses são os sintomas da doença renal crônica.

Identificação

O acúmulo de resíduos no sangue é determinado com um exame sanguíneo conhecido como painel metabólico básico. Outros exames de sangue também revelam níveis anormais de sódio, cloro e outros eletrólitos. As altas concentrações de micro-albumina e proteínas na urina são sinais da doença renal, pois essas substâncias vazam dos rins danificados, chegando à urina.

Efeitos

O mau funcionamento dos rins aumenta o risco de desenvolvimento da anemia, caracterizada pela deficiência de ferro, que causa a fraqueza e a fadiga. Como as substâncias químicas controladas pelos rins são responsáveis por manter os níveis normais da pressão sanguínea, a doença renal aumenta o risco de hipertensão, ou pressão alta. Você também será mais propenso a infecções se tiver essa doença, pois ela enfraquece o sistema imunológico.

Prevenção

Talvez seu médico o instrua a seguir uma dieta com poucas proteínas e a reduzir sua ingestão de sódio, potássio ou fósforo. Essa dieta reduz a carga de trabalho dos rins e ajuda esses órgãos a manter suas funções normais. O médico também pode pedir que você tome medicamentos para controlar a pressão, eliminar o excesso de líquido da corrente sanguínea ou corrigir os baixos níveis de vitaminas e minerais no corpo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível