Flexão e barra fixa: como criar uma rotina de exercícios

Escrito por kenny soward | Traduzido por renan cavalcanti sobreira
Flexão e barra fixa: como criar uma rotina de exercícios
A barra fixa e flexão são bons exercícios para quem quer ficar em forma (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Muitas pessoas acham que elas não conseguirão ter uma boa série de exercícios físicos se não gastarem uma grande quantia de dinheiro em aparelhos caros ou em matrículas anuais em academias. Mas a verdade é que é possível ter um bom treinamento em casa quase que de graça. O segredo é aprender a fazer os exercícios de forma correta. Às vezes, a atividade mais simples é a que você precisa para deixar seu corpo em forma. A barra fixa e flexão são exemplos perfeitos.

A barra fixa e a flexão

A flexão é um exercício simples que envolve o tronco superior do corpo (peitoral, tríceps e abdômen).

Para realizar uma flexão, é preciso ajoelhar-se e inclinar o corpo para frente, colocando as mãos no chão (com as pontas do dedos apontando para fora), de forma que as elas fiquem levemente mais abertas que os ombros. Se essa for a primeira vez que for fazer esse exercício, comece com essa posição. Em direção ao chão, desça o peitoral vagarosamente, dobrando os braços na altura dos cotovelos. Em seguida, empurre o seu corpo de volta para a posição inicial. Normalmente o posicionamento correto para realizar esse exercício é com os joelhos levantados para que o equilíbrio ocorra nas mãos e nos dedos do pé. A partir dessa posição, pode-se abaixar o peitoral em sentido do chão e depois levantá-lo novamente para a posição de início.

A barra fixa é um pouco mais difícil que a flexão e requer uma barra. Também é possível anexar uma barra a outros equipamentos para para exercícios; outra opção é usar moldura da porta. Esse exercício é feito com a ajuda das palmas da mão na barra, fazendo com que o corpo fique pendurado. A partir daí, puxe os cotovelos em direção às costelas e levante o queixo acima da barra. Na primeira vez, talvez você não consiga realizá-lo por completo, por isso utilize protetores e esteja acompanhado de um profissional.

Para aqueles que já possuem certa condição física, é possível prender uma cinta ou corrente em torno da cintura e adicionar pesos à atividade.

Benefícios desses exercícios

Embora seja um pouco difícil dominar as técnicas para essas duas atividades físicas, com o passar do tempo será possível perceber uma grande diferença na força e musculatura do troco superior em geral. Devido ao fato de seu corpo ter que fazer força para manter o equilíbrio, os músculos do torso estão sendo trabalhados, tornando esses exercícios muito mais proveitosos que os realizados em máquinas que trabalham isolando um ou dois músculos por vez.

Além do baixo custo, essas duas séries de exercícios são uma das melhores para tonificar a parte superior do corpo e elas devem ser acrescidas à rotina de malhação de qualquer um. Três séries de 10 repetições farão maravilhas pelo seu corpo.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível