Mais
×

Uma forma simples de calibrar uma bússola magnética

Atualizada April 17, 2017

Nenhum marinheiro vai ao mar sem uma bússola. Elas vêm sendo usadas há tempos como um auxílio direcional e navegacional. Em termos simples, é um indicador que se alinha ao polo norte magnético da Terra, que é diferente do polo norte geográfico e fica em um local diferente. Uma bússola se alinha ao polo norte magnético e não ao geográfico.

Uma bússola é um indicador que se alinha ao polo norte magnético (the compass image by laviniaparscuta from Fotolia.com)

Navegação com bússola

A navegação por bússolas é o sistema usado por marinheiros para traçar seu curso, junto com mapas, cartas de navegação e outros métodos. Uma bússola normal é um indicador de direção, mas podem haver variações envolvidas com a localização exata. Entretanto, usuários podem calcular as distâncias e traçar o curso. Bússolas modernas incluem um indicador adicional para mostrar a direção do trajeto.

Componentes

O design básico de uma bússola contém o seguinte:

A) Agulha magnética, que é um ímã em forma de seta alinhado com o campo magnético da Terra.

B) Pivô da agulha, para prendê-la no lugar.

C) Marcadores e pontos de bússola, para mostrar os quatro pontos cardeais.

Calibrando bússolas magnéticas

Devido aos efeitos e variações do campo magnético, uma bússola pode exigir calibração e correção do desvio, dependendo de onde ela é usada. Bússolas magnéticas apontam para o polo norte magnetítico, que é diferente do geográfico. As distâncias entre os dois é entre 1600 Km e pode variar em relação à localização da bússola. Portanto, elas precisam ser ajustadas ou calibradas usando um mapa que mostra os polos.

Calibrando bússolas magnéticas em relação a um mapa

(a) Pegue um mapa topográfico e coloque a bússola sobre o mapa perto da localização do Pólo Norte. (b) Alinhe a seta norte do mapa e a seta da bússola em linha. (c) Gire o disco de bússola e alinhe o indicador magnético norte com a linha acima. (d) Em seguida, gire o mapa e alinhe a seta da bússola com a linha magnética norte do mapa. (e) Tanto o mapa e quanto a bússola estão agora alinhados e calibrados para o norte geográfico.

A direção da bússola de um navio é equipada com duas bolas de ferro para corrigir os efeitos de materiais magnéticos e ajudar a calibrar a bússola. O processo de calibragem envolve a preparação de um cartão de desvio e o uso da cabeça norte do navio para alinhar com as localizações da costa. Os desvios são anotados no cartão e a linha de referência na bússola é então alinhada com a direção da viagem do navio. Aeronaves da aviação também utilizam metodologia semelhante para preparar e usar cartões de desvio da bússola.

Calibrando bússolas eletrônicas

Bússolas eletrônicas são calibradas com a ajuda de sensores e tabelas de calibragem, junto com um programa de computador que usa entradas a partir de sistemas de posicionamento global, conhecidos como pontos de referência, as posições e as leituras dos sensores físicos para mapear o desvio, juntamente com um giroscópio para gravar movimentos de 360º. Finalmente, o computador gera valores correcionais que são alimentados na bússola eletrônica para a correção.

bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article