Formas de aliviar pressão no peito por ansiedade

Escrito por wendy adams | Traduzido por a. araújo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Formas de aliviar pressão no peito por ansiedade
Técnicas de relaxamento e respiração podem ser valiosas, ajudando-o a diminuir a ansiedade (Photos.com/PhotoObjects.net/Getty Images)

Um ataque de ansiedade é uma experiência muito angustiante, que causa tensão na musculatura, às vezes ao ponto de gerar espasmo. Quando isso acontecer aos músculos do peito, a pressão e a dor podem se alastrar para os braços ou o pescoço e fazê-lo pensar estar sofrendo de um ataque cardíaco. Técnicas de relaxamento e respiração podem ser valiosas, ajudando-o a diminuir a ansiedade e a acalmar-se.

Outras pessoas estão lendo

Dores no peito relacionadas à ansiedade

O corpo reage ao estresse enrijecendo os músculos; eventos extremamente estressantes -- como o ataque de ansiedade -- podem causar uma tensão muscular grave. Algumas pessoas experimentam um aperto intenso, dor ou pressão no peito, no pescoço e nos braços semelhantes aos de um ataque cardíaco; a resposta mais comum é entrar em pânico.

Luta ou fuga

A resposta de luta ou fuga é uma das reações instintivas mais básicas ao se perceber uma ameaça. A resposta de luta ou fuga é a forma como o corpo se prepara para lutar ou fugir da situação ameaçadora e defender sua vida; ela ativa uma série de eventos biológicos: o corpo começa a liberar adrenalina, noradrenalina e cortisol na corrente sanguínea. Geralmente você está muito ocupado respondendo ao perigo para perceber as sensações corporais; por outro lado, pode ser uma experiência aterrorizante estar assistindo televisão tranquilamente e de repente o coração disparar, você começar a hiperventilar, tremer, sentir o peito comprimir com a dor e a frequência cardíaca ficar irregular.

Diálogo interno

O quê você diz a si mesmo durante um ataque de ansiedade determinará se começará a se acalmar ou ficará pior. Pode ser desafiador controlar seu diálogo interno, mas dizer a si mesmo que está sofrendo um ataque cardíaco, que precisa estar em uma sala de emergência e que morrerá apenas deixará os sintomas mais intensos. Faça um esforço consciente de dizer a si mesmo que está bem, que não está sofrendo um ataque cardíaco e que está apenas sofrendo de ansiedade e começará a se acalmar; logo a tensão muscular e a pressão no peito, nos braços e no pescoço se dissiparão.

Técnicas de respiração

Sua primeira linha de defesa durante um ataque de ansiedade é a respiração, que o obrigará a se concentrar. A seguinte técnica de respiração simples o ajudará a se acalmar: inspire contando até dois, expire contando até dois. Inspire contando até dois, expire contando até quatro. Inspire contando até dois, expire contando até seis. Continue o exercício, inspirando ao contar até dois e acrescentando sempre dois à contagem da expiração. Essa técnica também é útil ao perceber que está prestes a sofrer um ataque de pânico.

Relaxamento muscular

Durante um ataque de pânico ou ansiedade, relaxar os músculos tensos é essencial. Continue a respiração controlada, sente ou deite em uma posição neutra e confortável e concentre-se nas sensações de cada grupo muscular. Acrescente uma imagem, tal como repouso ao sol na praia ou um sorvete derretendo ao sol. Começando a partir dos dedos dos pés, tensione, segure e relaxe cada grupo muscular. Se estiver sentado, comece baixando o queixo em direção ao peito e levantando lentamente (não faça círculos com a cabeça). Continue por todo o corpo. Quando chegar ao último grupo muscular, os músculos deverão estar relaxados e a dor no peito deverá ter sumido.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível