Formas interessantes de começar um discurso

Escrito por ginger voight Google | Traduzido por amanda p. domingues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Formas interessantes de começar um discurso
Fazer piadas nem sempre é uma boa ideia quando para começar um discurso (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Apesar de causar o mínimo de perigo físico, falar em público está quase no topo da lista das fobias humanas. Os oradores temem que serão julgados, humilhados ou parecerão idiotas se falarem algo errado ou, pior, travarem na frente de uma plateia. A abertura de um discurso é a parte mais crítica, pois lhe dá apenas alguns minutos para capturar a atenção da sua audiência. Existem coisas para fazer e outras para definitivamente não fazer, para tornar esse processo um desafio que qualquer um possa enfrentar.

Outras pessoas estão lendo

Seja provocativo

Assim que você entra no palco, você possui uma estreita oportunidade para conquistar a audiência. Vá direto ao ponto em vez de desperdiçar tempo com introduções ou banalidades desnecessárias e muitas vezes redundantes. Comece o seu assunto principal com uma afirmação ousada, fatos surpreendentes ou estatísticas para ganhar a atenção da plateia imediatamente. Faça uma pergunta para deixá-los pensando e automaticamente engajá-los no seu discurso. Desafie a audiência a ver um assunto comum de uma nova forma.

Personalize o discurso

Dados simples podem ser chatos e frios, embora necessários para o propósito do seu discurso. Acabe com esse esqueleto sem graça contando uma história que sustente seu ponto principal. Referir-se à cultura popular pode dar à audiência uma conexão instantânea ao seu material, mas um depoimento pessoal os conecta a você e dá uma cara humana ao seu discurso. Isso também ajuda a dar à plateia a confiança de que você é uma pessoa bem informada para transmitir informações.

Uma observação sobre o humor

Um instinto natural é de começar com uma piada para quebrar o gelo, mas isso pode ser uma proposição complicada se você não fica confortável ao contar piadas na frente de uma plateia. Humor é subjetivo, você pode perder partes do público tão rápido quanto conquistar outros. Um humor sutil e autodepreciativo é uma forma melhor de começar o discurso, mas deve ser usada com moderação.

Mantenha a sua autoridade

Mesmo se você começar com uma piada autodepreciativa casual para quebrar o gelo, você não quer enfraquecer sua própria autoridade perante ela. Não verbalize suas inseguranças pensando que a plateia simpatizará com o seu desconforto e evite comentários que sugiram que você esteja constrangido ou despreparado frente a ela. Ao fazer isso, você os está preparando imediatamente para encontrar defeitos em você ou no discurso, o que acaba com aquela pequena oportunidade que você tinha de capturar o interesse deles e concluir seu assunto com sucesso.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível