×
Loading ...

Formas de respiração em anfíbios

Atualizado em 23 março, 2017

Os anfíbios são animais de sangue frio com a pele completamente livre de pelos, escamas ou penas. Eles são conhecidos pelo ciclo de vida com dois estágios; as formas larvais e adultas diferem muito e frequentemente ocorrem em ambientes bem distintos. Devido a esse ciclo de vida único, os anfíbios usam várias formas diferentes de respiração, dependendo da espécie e da idade.

Os anfíbios, incluindo os sapos, usam vários métodos respiratórios durante suas vidas (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Cutânea

A respiração cutânea ocorre quando a troca gasosa acontece através da pele e é usada por muitos tipos de anfíbios, incluindo sapos, pererecas, tritões e salamandras. Neste processo, os gases passam pela pele, adentrando diretamente os vasos sanguíneos. Este tipo de respiração é controlado pela densidade capilar, quantidade de fluxo sanguíneo e raio dos vasos sanguíneos. A respiração cutânea também permite que os animais respirem embaixo d'água, pois o oxigênio dissolvido nela é capturado pela pele deles.

Loading...

Bucofaríngea

Na respiração bucofaríngea, a troca gasosa é feita entre a cavidade bucal e a faringe através de pulsos rápidos na garganta. Primeiro, o ar é sugado através das narinas para encher a cavidade bucofaríngea, depois, a garganta é contraída. Isso força o ar para os pulmões, expelindo-o através da garganta. Este tipo de respiração é menos comum do que a cutânea, mas é visto na maioria das espécies de sapos.

Pulmonar

A respiração pulmonar é o uso de um simples par de pulmões para respirar, como a maioria dos animais terrestres. Nos anfíbios, os sistemas pulmonares são encontrados com mais frequência em algumas espécies de salamandras e cecílias, animais semelhantes a minhocas. Nas cecílias, principalmente aquelas com corpos finos, o pulmão esquerdo geralmente é maior do que o direito.

Guelras

Devido ao ciclo de vida de dois estágios dos anfíbios, a maioria deles usa as brânquias como forma de respiração em algum momento da vida. Estas usam vasos sanguíneos especiais para capturar o oxigênio dissolvido na água, semelhante à respiração cutânea. A maioria das espécies de sapos e pererecas usam elas no estágio larval, assim como muitas salamandras. Algumas espécies dependem de suas brânquias durante toda a vida, como a Necturus maculosus, que as usa na fase adulta também.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...