Formas simétricas e assimétricas

Escrito por darlena cunha | Traduzido por franciele gobi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Formas simétricas e assimétricas
Peça para uma criança pequena desenhar a forma para que possa aprendê-la (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Simetria é quando uma forma é feita de partes exatamente similares quando dividida ao longo de um eixo. O conceito de simetria é difícil de entender para uma mente jovem, mas é possível facilitá-lo estudando cada uma das formas e demonstrando a uma criança fisicamente o que torna-as simétricas ou não. Recortar as formas de um papel de modo que seja possível dobrá-las sobre si mesmas dará uma boa noção à criança e, com o passar do tempo, ela começará a ver um padrão em formas simétricas quando comparadas a formas assimétricas e estará pronta para aprender sobre a teoria por trás da imagem física.

Sem lados

Um círculo é a melhor forma para demonstrar a simetria, pois não importa onde ele for dobrado, desde que seja através de seu ponto central, o resultado será duas metades de mesmo tamanho e forma que são um espelho uma da outra. Demonstre isso dobrando um círculo através de seu ponto central, mostrando como cada um dos lados combina-se com o outro perfeitamente, de modo que ao dobrar o papel, nenhum pedaço fica para fora. Faça isso para diversas linhas centrais ao redor do círculo.

Formas simétricas e assimétricas
Um transferidor pode lhe ajudar a construir um círculo simétrico (Creatas/Creatas/Getty Images)

Três lados

A única maneira de criar uma forma com três lados é criar um triângulo. Faça um triângulo de papel com comprimentos de lado e ângulos congruentes. Mostre sua simetria dobrando-o sobre si mesmo através do ponto central, dividindo um dos ângulos pela metade. Faça isso com os três ângulos. Mostre onde não existe simetria dobrando-o através de seu ponto central sem dividir nenhum ângulo, de modo que um ponto do triângulo encontre o cetro de sua base. Faça outro triângulo com dois lados longos iguais e um lado curto. Mostre sua simetria dobrando-o no meio através de seu ponto central, dividindo o ângulo diferente dos outros dois. Mostre como a simetria não existe ao dobrá-lo através de seu ponto central, dividindo um dos outros dois ângulos iguais. Seus alunos verão que partes do papel ficam de fora da forma.

Formas simétricas e assimétricas
Utilizar regras e esquadros pode ajudar a criar triângulos com precisão (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

Quatro lados

Usando um quadrado, um retângulo, um trapézio e um paralelogramo, continue a mostrar fisicamente a simetria e a assimetria das formas sobre seus pontos focais. Nesse ponto, seus estudantes deverão ser capazes de perceber como ângulos e comprimentos de lado diferentes influenciam a definição de simetria. Eles podem até ser capazes de predizer quais linhas de dobra serão um eixo de simetria.

Formas simétricas e assimétricas
Não será necessário cortar o papel para criar um retângulo (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

O eixo de simetria

No fim de suas atividades, as crianças deverão estar prontas para aprender sobre o eixo de simetria, que é a linha na qual as formas foram dobradas quando criaram formas iguais em cada lado. Peça aos estudantes que identifiquem cada eixo de simetria das formas estudadas, destacando que cada um deles passa pelo ponto focal. Agora faça com que estudem as linhas de dobra que não resultaram em simetria. Eles deverão notar que algumas dessas linhas também passam pelo ponto focal. Explique a eles que cada lado de uma forma também deve ser igual para que a forma seja simétrica.

Formas simétricas e assimétricas
Agora seus alunos deverão estar prontos para identificar simetria em qualquer lugar (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível