Formigamento e dormência das mãos durante o repouso

Escrito por tina staab | Traduzido por fabiana silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Formigamento e dormência das mãos durante o repouso
As sensações de formigamento e dormência nas mão podem ter diferentes causas (NA/PhotoObjects.net/Getty Images)

Acordar durante a noite sentindo formigamento e dormência nas mãos pode ser uma experiência exaustiva e frustrante, especialmente se esses episódios ocorrem com frequência. Como essas sensações podem ser causadas por vários problemas de saúde, determinar a causa é o primeiro passo para receber um tratamento adequado e o alívio definitivo.

Outras pessoas estão lendo

Síndrome de túnel do carpo

O túnel do carpo é uma passagem estreita no pulso através da qual passam os tendões e o nervo mediano. Esse nervo é responsável pelas funções motoras e sensoriais nos dedos polegar, indicador, médio e anelar. O aumento da pressão sobre esse nervo provoca a síndrome do túnel do carpo. O formigamento, a dor e a dormência podem irradiar do pulso para a mão ou para cima no braço causando, mais tarde, fraqueza na mão, perda da força de aperto e a tendência de derrubar objetos. A síndrome do túnel do carpo pode ocorrer em virtude de uma lesão que causa inchaço no pulso, retenção de líquidos devido à gravidez ou outras condições médicas como diabetes, artrite reumatoide, hipotireoidismo ou distúrbios hormonais. A causa mais comum, no entanto, é a flexão e a extensão repetitiva da mão, especialmente quando feita com força por longos períodos.

Espondilose cervical

A espondilose cervical é uma condição causada pelo desgaste das vértebras do pescoço, que ocorre geralmente após os 40 anos de idade. A deterioração do osso e da cartilagem pode causar a formação de osteófitos (crescimentos) nas vértebras, podendo comprimir os nervos e causar dor, rigidez e espasmos musculares no pescoço, no ombro, no braço ou no peito. As pessoas afetadas podem sentir fraqueza, dormência e formigamento nos braços, nas mãos, nas pernas ou nos pés. Outros sintomas incluem falta de coordenação, dificuldade para caminhar e alteração nos reflexos.

Síndrome do desfiladeiro torácico

O desfiladeiro torácico é a pequena área localizada entre a clavícula e a caixa torácica, por onde passam vasos sanguíneos e nervos em direção ao braço. A compressão dos nervos ou dos vasos pode causar dormência, fraqueza, dor e formigamento nos dedos médio, anelar, mínimo e na parte interna do antebraço. Sensações de alfinetada também podem ser sentidas no pescoço e nos ombros e, muitas vezes, são desencadeadas quando a pessoa carrega objetos pesados. A síndrome do desfiladeiro torácico pode resultar de uma condição na qual o indivíduo apresenta uma costela cervical extra ou tensão dos músculos do peito ou do pescoço. Normalmente, os indivíduos que sofrem dessa enfermidade têm um histórico de lesão no ombro ou de uso excessivo desse membro.

Neuropatia periférica

A neuropatia periférica é uma doença que surge quando os nervos do Sistema Nervoso Periférico (SNP) são danificados. Os sintomas dependem de quais nervos foram comprometidos. A lesão do nervo sensorial provoca sensações de dor, dormência, formigamento e queimação, enquanto que danos no nervo motor interferem no controle muscular e causam cãibras e fraqueza. A neuropatia periférica pode ser causada pela doença dos nervos em si ou por outras enfermidades, como diabetes, alcoolismo e artrite reumatoide. Outras possíveis causas são a deficiência nutricional, o envenenamento por chumbo ou mercúrio ou a presença de tumores.

Síndrome do túnel cubital

O nervo ulnar passa por uma passagem óssea atrás do cotovelo chamada túnel cubital. Quando o cotovelo recebe uma pancada, na realidade, é o nervo que está sendo atingido. Causar pressão ou algum tipo de desconforto nesse nervo provoca formigamento e dormência nos últimos dois dedos e na palma da mão. A dormência geralmente é desencadeada quando o cotovelo é mantido flexionado por longos períodos. Na maioria das vezes, a síndrome do túnel cubital ocorre a partir de uma lesão no cotovelo decorrente de fraturas, luxação ou de torção, mas também pode resultar de atividades que exijam a flexão repetitiva dessa articulação.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível